2016/02/17

Notícias do Dia

Apple recusa ordem do Tribunal para desbloquear iPhone de atirador; vídeo 8K fica mais próximo partindo-se em 4x 4K; PlayStation VR só deverá chegar no final do ano; discos de vidro guardam dados "5D" para a eternidade; um mini PC Windows/Android por 75 euros; e o Kodi quer distanciar-se das boxes com add-ons pirata.

Seguem-se as notícias do dia, e não deixes de responder a mais uma pergunta que te poderá valer o módulo bluetooth Omgate que temos para oferecer esta semana.


Portugal vai ter que ajustar TDT para libertar frequências para as redes 5G



A TDT em Portugal tem sido uma verdadeira "desilusão" (para não usar outro termo), mas nem sequer poderá ficar descansada por muito mais tempo, pois irá ser necessário alterar os canais de transmissão de forma a libertar frequências para as futuras redes 5G.

Como sempre, o canal 56 utilizado para as transmissões TDT em Portugal Continental é precisamente um dos canais que ocupa as frequências que irão ficar reservadas para o 5G (a proposta pretende reservar os 694-790MHz) e que por isso terá que mudar-se para outro lado, tal como os canais 49 e 55 nos Açores, e o 54 na Madeira.

Sabendo-se a evolução que as coisas têm tido, bem se percebe que deva ser dada prioridade aos serviços de dados mobile do que à TV digital - embora não fosse mal pensado contemplar um serviço de dados básico gratuito para acesso à internet.


Vulnerabilidade no glibc deixa milhões em risco



Não há nada mais assustador do que encontrar bugs nos sistemas que servem de base a milhões de dispositivos e serviços, e novamente é isso que acontece com uma função bastante comum na GNU C Library e que possibilita a execução de código remoto mediante o simples envio de um endereço malicioso.

Embora existam algumas atenuantes, o grande "pesadelo" é que esta vulnerabilidade poderá afectar milhões de produtos que nunca irão receber qualquer actualização. (Pelo lado menos mau, o Android não está sujeito a esta vulnerabilidade, senão seria uma dor de cabeça ainda maior.)


Vulkan 1.0 é oficial e já tem drivers da AMD e Nvidia




O Vulkan pretende ser a evolução do OpenGL, sendo uma API que pretende dar aos developers acesso mais directo aos GPUs - e, melhor ainda, é completamente open-source e multi-plataforma, o que facilitará o processo de transferência de jogos entre Windows, Mac, Linux, Android, e até entre as consolas de jogos.

Embora com alguns atrasos, chega finalmente a sua primeira versão oficial, e agora é só aguardar para ver qual será a sua adopção e se conseguirá fazer "estragos" no DirectX que tem servido como uma corrente para prender os developers ao Windows.


O Start Menu do Windows ao longo dos anos



Hoje em dia o Start Menu é um "dado adquirido" (ao ponto de ter obrigado a MS a trazê-lo de volta no Windows 10, depois de se ter aventurado a fazê-lo desaparecer no Windows 8), mas não deixará de ser curioso - e nostálgico - espreitar a sua evolução desde os tempos em que foi apresentado como sendo uma completa novidade,

Lembram-se que até teve direito a música dos Rolling Stones e tudo? :)




Curtas do Dia


Resumo da Madrugada


Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]