2016/04/14

Notícias do Dia

Operadoras obrigadas a disponibilizar contratos com fidelização mais reduzida e sem fidelização; a chegada do Chrome 50 vem com o adeus ao Windows XP e Vista; o Coolest Cooler continua a ser um desastre no Kickstarter; e o pesadelo de morarna morada "default" para a localização de IPs.

Antes de passarmos às notícias do dia, não deixes de participar no passatempo do gadget da semana, desta vez dedicado a uma tomada WiFi inteligente da Xiaomi.


Microsoft disponibiliza "emulador" do Windows 10



Não é segredo que a Microsoft tem feito todos os possíveis para que os utilizadores do Windows façam a actualização para o Windows 10, e agora lançam mais uma ferramenta que poderá ajudar a reduzir os receios daqueles que ainda não o fizeram: um "emulador" do Windows 10.

Na prática não é verdadeiramente um emulador, mas sim um mini-site que permite ver vários vídeos de como realizar diversas operações com o Windows 10 (em PC, tablet, e smartphone), e assim tentar convencer os utilizadores que o Windows 10 não é nenhum "bicho mau". (Uma opção que me parece bem mais educativa e agradável do que diariamente apresentar popups que parecem convidar a uma actualização por acidente, devido a um clique acidental.)


Facebook vai reconhecer pessoas nos vídeos automaticamente



Embora por cá (Europa) as opções de reconhecimento facial estejam desactivadas para evitar as questões da privacidade, nos EUA o Facebook prepara-se para aplicar o reconhecimento facial aos vídeos. A ideia será notificar automaticamente os amigos que apareçam nos vídeos que se publicarem - e também dar a opção para se poder pesquisar por pessoas, e ser levado para o momento de um vídeo onde essa pessoa apareça.

De forma idêntica, o reconhecimento via inteligência artificial irá ser aplicado aos vídeos de forma a criar "legendas" automáticas sobre o que se está a passar, facilitando não só a pesquisa (por ex: "video com um carro em frente ao por do sol") como dando uma valiosa descrição aos utilizadores sem visão ou com visão reduzida.


EUA continuam "perdidos" quanto à encriptação



Nos EUA, o caso do FBI vs Apple e a questão dos dados encriptados continua a dar que falar, e a demonstrar que o governo está "às aranhas" quanto a esta questão. Por um lado diz que a encriptação é necessária e indispensável para garantir a segurança dos dados; por outro lado quer uma chave que permita o acesso a esta informação (e que, logo à partida, elimina a primeira clausula - pois é evidente que, se existir uma "fechadura", será uma questão de tempo até que a chave seja apanhada por quem não deveria ter acesso a esses dados).

... Conhecendo-se os burocratas, quando acontecesse um caso grave de abuso de poder, certamente iriam perseguir quem o tivesse dado a conhecer, em vez de reconhecerem esses erros. (Bastará olhar para o caso de Edward Snowden para o comprovar.)


Parlamento Europeu aperta protecção de dados na Europa



São cada vez mais os casos em que os cidadãos vêem os seus dados surgirem na internet devido a falhas em empresas a quem confiaram os seus dados, e agora o Parlamento Europeu avança com leis que pretendem minimizar esses casos e aumentar a protecção dos dados dos cidadãos.

As empresas grandes que lidem com dados sensíveis, serão obrigadas a ter um "data protection officer" que será responsável pelas questões de segurança dos dados, e ficam também obrigadas a revelar qualquer violação dos dados num prazo de 72h. Também há novas exigências quanto ao direito de acesso aos dados, para facilitar a migração entre serviços, e multas que podem chegar aos 4% dos lucros da empresa.


Curtas do Dia


Resumo da Madrugada


Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]