2016/05/04

Notícias do dia

O Brasil suspendeu a suspensão do WhatsApp; a HP destrona o Pixel da Google com um Chromebook de luxo; os jogos mobile já vão superar as receitas dos jogos das consolas e PC este ano; a Tesla põe modo "Biodefense" à prova e supera as expectativas; e uma Comissão do Governo Australiano arrasa a actual implementação dos direitos de autor.

Seguem-se as notícias do dia, mas não sem antes lembrar que podes ganhar um ebooks Node.js da FCA no nosso passatempo da semana.


Regulador britânico obriga operadoras a acabarem com publicidade enganosa



Não há motivos para ficar feliz com as desgraças alheias, mas também no Reino Unido os consumidores têm muitos motivos para desconfiarem das promessas dos operadores, ao ponto da entidade reguladora intervir para exigir que se acabe com a publicidade enganadora.

Parece que por lá é prática corrente as operadoras referirem preços promocionais apelativos... mas "esquecendo-se" de incluir o preço do aluguer da linha, que irá inflacionar o valor mensal a pagar. Demonstrando que as operadoras são peritas em se adaptarem às situações, houve logo quem se antecipasse a mostrar os preços "clarificados" antes do anúncio dessa exigência, para fazerem passar a ideia que o fizeram por iniciativa própria e por respeito para com os consumidores.


Opera com adblocker chega à versão pública e ao Android



O browser Opera já estava a testar a inclusão de origem de um adblocker na versão de desenvolvimento, e agora isso passa para a versão destinada para o público - e com um extra: o Opera Mini para Android também passa a ter direito a adblocker integrado.

Para além do sistema de compressão de dados que torna o Opera Mini num browser altamente recomendado para utilizar sempre que é necessário poupar dados ou acelerar a navegação em locais com pouca rede, a eliminação da publicidade complementa ainda mais essa recomendação. (Será que é desta que a Google permite a utilização de adblockers no Chrome mobile?)


Huawei vai apostar nos ecrãs 2K (por causa do VR)



Um dos pontos mais criticados do Huawei P9 (e dos seus antecessores), foi o facto de ter um ecrã que se fica pelo Full HD quando a maioria dos topo-de-gama já usam ecrãs 2K. Na Huawei isso apenas foi feito no Nexus 6P, mas será em breve alargado a mais modelos - sendo o próprio CEO da marca, Richard Yu, a confirmá-lo. E a justificação é a necessidade da resolução acrescida para melhorar a experiência da utilização em VR.

Fica assim explicada a opção por um ecrã QHD no Honor V8 que será apresentado a 10 de Maio, e que deverá contar com uns óculos ao estilo Gear VR da Samsung.


Ainda a propósito da Huawei, a apresentação oficial do Huawei P9 em Portugal foi ontem e podem espreitar algumas fotos do evento na nossa página do Facebook.


Sony também regista patente para lente de contacto com câmara



As palhaçadas das patentes futuristas continua, e depois da Google e Samsung, é a vez de também a Sony pedir a patente para uma lente de contacto com câmara integrada, com comunicação wireless, e que pode ser controlada através de movimentos do próprio olho e pálpebra.

Já agora, porque não patentear uma bateria microscópica com energia infinita extraída do movimento dos átomos à sua volta?


IBM disponibiliza computador quântico na cloud para quem o quiser usar



A computação quântica é algo capaz de fazer queimar alguns neurónios, mas os interessados poderão agora recorrer ao novo serviço da IBM que disponibiliza o seu processador quântico na cloud, para todos os que o quiserem experimentar.

Ao contrário dos "bits" tradicionais capazes de guardar dois estados distintos (o "0" e "1"), os "qubits" podem manter ambos os estados simultaneamente, mergulhando-nos no delirante mundo das probabilidades quânticas - mundo esse que pode ter o potencial para ultrapassar exponencialmente as capacidades de computação dos processadores convencionais... mas que obrigará a repensar completamente a forma como se formulam os problemas.


Vulnerabilidades no ImageMagick deixam milhões de servidores em risco



Preparem-se para enfrentar nova dose de potenciais servidores infectados nos próximos tempos, pois foram divulgadas vulnerabilidades no ImageMagick, uma popular ferramenta de edição de imagens que é usado em milhões de servidores (qualquer serviço que permita que o utilizador envie uma foto para o seu perfil e a deixe redimensionar/recortar provavelmente usa esta ferramenta, que até está pré-instalada em muitos serviços de hosting).

As vulnerabilidades permitem que um hacker consiga comprometer o servidor enviando imagens especiais... e não será difícil imaginar que uma grande percentagem das máquinas afectadas não irá preocupar-se em fazer as actualizações e alterações necessárias para minimizar este risco.


Curtas do dia


Resumo da madrugada

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]