2016/08/11

Vibrador Bluetooth envia informação do uso para o fabricante


Que a Internet of Things vai deixando cada vez mais dispositivos vulneráveis e serve para os fabricantes saberem mais sobre os nossos hábitos, isso já sabíamos. O que não se imaginaria era que isso já se aplicasse... aos vibradores.

Dois hackers aproveitaram a conferência Defcon em Las Vegas para revelar que o vibrador We-Vibe 4 Plus - um vibrador com conectividade bluetooth e que pode ser emparelhado com o smartphone para programação das suas funções - envia para o fabricante informação sobre o tipo de uso que lhe é dado.


O vibrador envia um registo da temperatura, de minuto a minuto, para o fabricante, assim como de todos os comandos e ajustes que são efectuados. Informação que o fabricante explica serem necessários para determinar quais os programas e intensidades mais "agradáveis" para as utilizadoras - mas que, provavelmente teria sido melhor referir essa recolha de informações de forma bem clara, assim como disponibilizar a opção de não recolher informação para quem não a quisesse ceder.

Acaba por servir de pré-aviso para o dia em que os nossos frigoríficos irão enviar para os fabricante quantas vezes abrimos as portas, quando, e o que retiramos/colocamos; ou que colchões inteligentes também denunciem aos patrões quando os funcionários se deitam demasiado tarde e assim não possam ter um dia com a máxima produtividade esperada.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]