2016/11/04

Notícias do dia

A NOS continuar a aplicar limites ao tráfego "ilimitado"; a EVGA corrige placas gráficas "incendiárias; o IFTTT muda de receitas para applets; e o MacBook Pro continua a gerar discussão quanto às coisas que a Apple decidiu remover.

Antes de passarmos às notícias do dia, não te esqueças que temos para te oferecer exemplares do livro Desenvolvimento de aplicações com Android Studio da FCA.

YouTube prepara-se para ter - finalmente - o sistema de comentários que merece



Depois da grande barracada que foi tentar forçar os utilizadores a usar o Google+ como sistema de comentários no YouTube, a Google lá dá o braço a torcer e faz finalmente aquilo que deveria ter feito logo de início: disponibilizar uma melhor gestão dos comentários no YouTube.

Para além da possibilidade de definir palavras banidas que suspendem comentários até serem aprovados por um moderador, o YouTube passará a permitir que os criadores de vídeos destaquem comentários e também sinalizem os comentários que mais apreciarem com um coração. Uma boa forma para melhor gerir a "selva" de comentários a que normalmente se associa o YouTube.


Actualizações do Windows vão ficar mais pequenas



Depois de ter apostado num sistema de actualizações combinado, que agrupa todas as actualizações numa só, para evitar o processo de actualizações sequenciais múltiplas, a MS vem agora optimizar o sistema por forma a evitar que se descarreguem gigabytes para toda e qualquer actualização.

O novo sistema vai permitir descarregar um ficheiro diferencial, apenas com as alterações face ao que já se tem instalado, e que a MS diz que irá reduzir o tamanho dos downloads em cerca de 35%.


Microsoft Teams lançado como parte do Office 365 para fazer frente ao Slack


Já se sabia que a MS estava a preparar uma ferramenta de chat colaborativa "anti-Slack" e aqui está ela: o Microsoft Teams.




Tinta magnética promete gadgets auto-reparáveis


E que tal se um gadget que se deixasse cair ao chão e se partisse, pudesse automaticamente recompor-se? É algo que parece saído de um filme de ficção científica mas que alguns investigadores estão a explorar usando tintas magnéticas que permitem recuperar as ligações mesmo depois de se terem cortado cabos ou pistas.

Ainda estamos muito longe de criar produtos electrónicos auto-reparáveis... mas é um pequeno primeiro passo que no futuro poderá evitar que os nossos gadgets fiquem inutilizados após uma pequena queda ou outro acidente.


Steve Ballmer arrependido da MS ter entrado no sector mobile demasiado tarde



Os smartphones vão ser algo que ficará sempre "entalado" na garganta de Steve Ballmer, mas o mesmo já veio confessar que foi graças a isso que se "zangou" com Bill Gates e que o seu único arrependimento é não ter entrado no sector bastante mais cedo.

Pois, é fácil falar quando se olha para trás e se vê como as coisas evoluíram. No entanto talvez Ballmer se queira relembrar de como ridicularizou e subestimou o lançamento do iPhone pela Apple - e também do papel que teve em ajudar a derrubar a Nokia... Agora, claro que não há como não ter pena de não fazer parte de um sector completamente dominado pelos Androids e iPhones, e onde o Windows não parece ter grande hipótese de reconquistar percentagem significativa do mercado.


Curtas do dia


Resumo da madrugada

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]