2017/02/13

Notícias do dia

O TronScript tenta limpar os PCs de todo o malware; YouTube Go da Google deixa descarregar vídeos para ver offline; como fazer um candeeiro LED de baixo custo (ou ainda, 10 maneiras de transformar uma lâmpada num candeeiro criativo); protótipo do Magic Leap apanhado em foto; o Krita é um "Photoshop" gratuito para a arte digital; e a Nintendo NES Classic Mini já corre jogos de outras consolas.

Antes de passarmos às notícias de hoje, não se esqueçam de responder à última pergunta que vos poderá valer livros de programação PHP da FCA.

Só o iPhone 8/X terá carregamento wireless?




O "bailado" dos rumores sobre o iPhone 8 (ou iPhone X) continua em plena actividade, e depois de um que indicava que todos os novos iPhones deste ano contariam com carregamento wireless, eis que nova previsão por parte de quem acertou na remoção da ficha dos headphones indica que só o modelo topo-de-gama contará com esta tecnologia, sendo que os restantes iPhone 7S continuarão a apostar num design idêntico ao dos actuais em metal, e sem carregamento wireless.

À medida que os meses forem passando será inevitável que se comecem a descobrir mais coisas sobre os novos iPhones, quer por leaks da própria fábrica quer por informação que tem que ser revelada antecipadamente aos fabricantes de acessórios. Até lá... toda a futurologia é possível.

Actualização: a Apple juntou-se ao Wireless Power Consortium, que promovem o sistema Qi de carregamentos wireless.


Intel centra-se nos servidores e na cloud em vez dos PCs



Ainda recentemente vimos que a Intel não parecia interessada em apostar na evolução dos CPUs para o mercado de consumo, optando por manter mais uma geração feita com processo de 14nm; e agora surgem mais dados que confirmam essas intenções. A Intel prevê que em 2021 o sector dos PCs seja aqueles que menos pesa para os seus lucros, ficando abaixo dos chips para equipamentos mobile, dos chips de memória, e representando menos de metade do que os seus produtos para data centers.

Na verdade, a Intel espera que o peso desse segmento dos PCs fique ao nível dos produtos para a Internet of Things, sendo que neste último caso o potencial para crescimento será sempre cada vez maior... algo que não se deverá aplicar ao sector dos PCs.


Valve acaba com o Steam Greenlight e substitui-o pelo Steam Direct



A Valve quer simplificar a sua vida e deixar de ter a responsabilidade sobre os jogos que são aprovados para o programa Steam Greenlight, que permite colocar jogos em desenvolvimento no Steam se tiverem votação suficiente dos jogadores para justificar a consideração da Valve. Por isso, o Steam Greenlight vai ser encerrado e em sua substituição temos o Steam Direct.

Basicamente, o Steam passa a ser um local mais parecido com o de uma app store normal, onde qualquer developer pode submeter os seus próprios jogos, sem ficar dependente das votações ou da "disposição" da Valve. (No entanto terão que pagar uma taxa que pode ir até aos $5000 para garantir que não vão para lá brincar...)


Xiaomi quer criar o seu próprio SoC para smartphones


A Xiaomi não esconde a sua inspiração em muitas técnicas da Apple, e agora prepara-se para replicar mais uma coisa que a Apple faz há anos e que em parte é responsável pelo sucesso dos iPhones: criar os seus próprios chips à medida para os dispositivos. Também a Xiaomi quer criar o seu próprio SoC/CPU como forma de se libertar da dependência dos chips disponibilizados pela Qualcomm - e que no fundo replica apenas aquilo que a alguns dos grandes fabricantes já faz há muito. Também a Huawei tem os seus Kiron, a Samsung tem os seus Exynos, etc.

Vai ser curioso ver se um chip feito à medida pela Xiaomi lhe permitirá obter vantagem face aos concorrentes... ou se será apenas algo sem efeitos "que se notem".


Curtas do dia


Resumo da madrugada





Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]