2017/04/13

Notícias do dia

O Waze ganha voz portuguesa com nome das estradas; o Burger King lançou um anúncio com "Ok Google" para activar o Google Assistant; a Dell já começou a vender o seu monitor 4K OLED; os sensores de movimento podem revelar PINs nos smartphones; e ainda como é trabalhar numa das fábricas que produzem iPhones.

Depois de ontem termos oferecido dois teclados para iOS, o nosso passatempo especial da Páscoa tem hoje um versátil tripé Gekkopod para oferecer. Não deixem de participar antes de avançarem para as notícias do dia.

Google acaba com o Octane Benchmark para desincentivar batotas



O Octane Benchmark da Google tem sido uma forma bastante popular de avaliar o desempenho de equipamentos e browsers em Javascript, mas a Google diz que chegou a hora de acabar com ele por se ter chegado a um ponto em que alguns developers se preocupam mais em afinar os seus programas para obter o melhor resultado possível neste benchmark - mesmo quando isso acaba por prejudicar o desempenho global em situações de utilização real.

Não faltarão outros benchmarks para servirem de referência e comparação; mas este caso vem demonstrar, mais uma vez, de que os resultados obtidos nestes testes nem sempre podem/devem ser levados tão a sério como alguns levam.


Qualcomm condenada a pagar $815 milhões à BlackBerry



A factura começa a ficar pesada para a Qualcomm nos casos das patentes, com o caso que a opunha à BlackBerry a terminar numa vitória para esta última e acompanhada pelo pagamento de 815 milhões de dólares.

Esta decisão é final e já não permite que a Qualcomm recorra da sentença e, não menos curioso, é que estes 815 milhões representam mais do que a empresa actualmente ganha por ano. Por isso, por este ano está feito... é só irem arranjando mais uns casos e assim e bem que podem ir sobrevivendo à custa dos tribunais. ;P


Firefox vai ter opções para ajuste do desempenho



Porque nem todos têm computadores recentes e potentes que podem correr tudo sem se queixarem, eis que o Firefox se prepara para ter uma página com ajustes de desempenho que permitirão aos utilizadores desactivar animações, assim como ajustar parâmetros para obter maior velocidade ou poupar memória.

Nos jogos já é normal vermos páginas idênticas que permitem ajustar a qualidade gráfica às capacidades do computador em que se está a jogar... será que chegou a altura disso se alastrar aos programas generalistas como os browsers?


Mostrar um vídeo do YouTube numa sala de aula é proibido em Portugal




Um professor que queira mostrar um vídeo no YouTube aos alunos na sala de aulas pode fazê-lo em vários países, como o Reino Unido, Holanda e Polónia. No entanto, em Portugal isso é proibido - vá-se lá perceber porquê.

Há um petição que visa tentar corrigir este e outros problemas relacionados com o abuso dos direitos digitais, e não demorará mais que alguns segundos para que todos os que se sintam incomodados com isto possam fazer algo para tentar mudar esta situação.


Curtas do dia


Resumo da madrugada

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]