2017/07/06

Notícias do dia

Parlamento Europeu quer matar a cloud por causa dos direitos de autor; o Token é um anel que substitui passwords, chaves e cartões; A EDP está a disponibilizar bombas de calor e termoacumuladores a preço reduzido; podem apanhar o LETV LeEco 2 a pouco mais de 100 euros; como passar um Xiaomi Mi 6 da ROM chinesa para a ROM Global; e ainda o desejo da UE de criar um índice de "reparabilidade" para os equipamentos electrónicos.

Antes de passarmos às notícias do dia, relembro que esta semana estamos a oferecer uma action cam 4K que poderás usar para registar momentos memoráveis este Verão (e o resto do ano também).

Europa contempla nova multa recorde para a Google por causa do Android



A Google nem tem tido para respirar, depois da multa de 2.4 mil milhões de euros aplicada há poucas semanas, surgem informações que dizem que a União Europeia se prepara para lhe aplicar nova multa recorde, desta vez devido ao Android.

Desta vez a queixa é a de que a Google tem usado a sua posição dominante para impedir que serviços concorrentes se popularizem na plataforma (um dos queixosos é a "nossa" Aptoide), obrigando que os seus parceiros limitem o que podem instalar caso desejem ter acesso às apps oficiais da Google.

Sinceramente, considerando que o sistema Android permite que qualquer utilizador possa instalar o que bem entender, incluindo lojas de apps alternativas... não sei até que ponto isto será justificado; mas, também em tempos o Windows foi obrigado a apresentar um menu de selecção do browser... talvez a Google tenha que vir a fazer o mesmo no Android, dando maior visibilidade a lojas e serviços alternativos.


França quer banir carros com combustíveis fósseis em 2040



Já sabemos que o futuro é eléctrico e/ou dependente de fontes de energias renováveis, mas a França dá um passo em frente e avança com uma data para o fim dos carros poluentes: 2040.

É uma meta ambiciosa, mas é graças a medidas como estas (por agora ainda é apenas uma proposta) que as coisas podem ser aceleradas, e não se pode dizer que seja uma ideia completamente irrealista ou descabida. Marcas como a Volvo já disseram que todos os seus carros a partir de 2019 serão eléctricos ou híbridos, e - mais ano, menos ano - todos os restantes fabricantes deverão acompanhar esta tendência. Para além de que, está prestes a chegar ao mercado o muito aguardado Model 3 da Tesla, que também contribuirá para acelerar a adopção e o desejo pelos carros eléctricos.


Rússia quer criar exo-esqueleto de combate futurista


A Rússia parece ter sido inspirada por filmes de ficção científica para o seu equipamento de combate do futuro. Embora não seja um fato à Iron Man, trata-se de um sistema com um exoesqueleto que assiste os movimentos e amplia a força dos soldados, e que também inclui um capacete com HUD para apresentar informação sempre actualizada.

... Esperemos que o efeito secundário de tais intenções seja o desenvolvimento de baterias super-potentes cuja tecnologia possa ser transposta para os smartphones. Afinal... não se ganha uma guerra com um exército de super-soldados cujos fatos não se mexem por terem as baterias descarregadas.

Convém também que sejam resistentes a virus e malware... e que não sejam armazenados em paióis vigiados por soldados sem balas e com sistemas de videovigilância que não funcionam. ;P




Malware NotPetya também criou backdoor no programa M.E.Doc



Os investigadores da ESET, descobriram mais informações sobre a recente vaga do malware NotPetya e a forma como disseminou.
Durante nova investigação, foi identificada uma backdoor furtiva e inteligente que foi injectada pelos atacantes num dos módulos legítimos do software M.E.Doc. A ESET sugere que parece muito improvável que os atacantes tenham conseguido fazer isto sem terem acesso ao código fonte daquele software. Na prática, isto significa que eles tiveram tempo para aprender o código e incorporar uma backdoor extremamente eficiente e que facilitou a difusão do malware à escala mundial.
O módulo comprometido tinha o nome de ficheiro ZvitPublishedObjects.dll e foi escrito utilizando o .NET Framework. É um ficheiro de 5MB que continha muitas linhas de código legítimo que podiam ser chamadas por outros componentes, incluindo o executável EZVIT.exe do M.E.Doc.

Para além de manterem o sistema actualizado, não se esqueçam que se podem precaver contra este malware criando um simples ficheiro na pasta do Windows.


Curtas do dia


Resumo da madrugada

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]