2017/08/14

Facebook usa VPN da Onavo para espiar rivais


Informação é poder e esse poder, no caso do Facebook, expande-se para além do que se faz apenas na sua plataforma, recorrendo a dados do serviço de VPN da Onavo para saber o estado dos seus rivais.

É certo e sabido que, quando um serviço é gratuito, é porque o "produto" são os utilizadores, e a VPN da Onavo, disponível para iOS e Android, não é excepção. A Onavo era uma empresa que se popularizou nos tempos do (então inexistente) controlo de consumos no iOS, recorrendo a uma VPN para discriminar que apps estavam a usar dados. Desde então tem apostado na vertente da segurança, já que uma VPN nos dá uma garantia acrescida de segurança ao usar redes públicas potencialmente inseguras. Mas, em 2013 o Facebook comprou a Onavo... e desde então que tem dado uso aos valiosos dados que isso lhe permite recolher.

No Android, o Protect Free VPN da Onavo indica entre 10 e 50 milhões de downloads, e em lado nenhum é feita qualquer referência a que se trata de um produto pertencente ao Facebook - embora nas condições de serviço seja feita a tradicional referência de que são recolhidos dados estatísticos que podem ser partilhados com outros, etc, etc. Na prática, isto dá ao Facebook um verdadeiro barómetro sobre aquilo que tradicionalmente escapa ao seu controlo: que utilização é dada às apps da concorrência que os utilizadores têm nos seus smartphones.

Graças a estes dados, o Facebook conseguiu ver que a sua cópia das "Stories" do Snapchat, no Instagram, levou a uma redução do uso do Snapchat - validando a sua implementação também no Messenger; e, também terá sido graças a estes dados, que decidiu a compra do WhatsApp por um valor astronómico.

... Como sempre, nada haverá a apontar contra quem decida que o serviço gratuito continua a ser compensador face à cedência destes dados (eu sou grande fã dos serviços da Google, mesmo sabendo que muito contribuo para alimentar o seu conhecimento com tudo aquilo que faço neles) - mas neste caso, bem que poderiam ser mais transparentes, fazendo referência de que a Onavo pertence ao Facebook.

1 comentário:

  1. Não vejo onde está a surpresa, a Facebook é das maiores empresas. Em valor de mercado, em milhares de milhões de dólares, agora, a Facebook vale 496, a Microsoft 567, a Google 645 e a Apple 827.
    Obter informação sobre os rivais e as preferências dos utilizadores vale muitos milhões. Recolha de informação anónima, todos os que podem, fazem. Em algum ponto dos termos de utilização isso está previsto. "Ah, mas a Facebook não diz que é dona da Onavo, desde 2013". Alterava alguma coisa?

    ResponderEliminar

[pub]