2013/06/10

Apple apresenta novo iOS7


Parece que as previsões se confirmaram, o novo iOS7 já foi revelado e estreia um aspecto completamente novo que a Apple equipara a ter um smartphone novo para quem fizer a actualização. E na verdade, as novidades são muitas e não se limitam apenas ao aspecto visual (felizmente) embora se possa dizer que muitas destas novidades já estavam presentes em plataformas concorrentes - mas já sabemos que a Apple é especialista em aproveitar conceitos já existentes e dar-lhes uma nova roupagem mais atractiva e fácil de utilizar.

Mas comecemos pelo princípio, que há muito que ver (e já temos o iOS7 em vídeo também).



Parece mentira, mas é mesmo verdade: o iOS despede-se do icónico "slide to unlock" lateral e passa a ter um slide to unlock vertical idêntico ao... Windows Phone (afinal mantém-se, eu é que li mal). Também temos backgrounds animados à Android, e confirma-se o efeito tridimensional dos icons "flutuantes" que parecem destacados da imagem de fundo e que mudam de perspectiva dependendo de como seguram o iPhone.


Tal como arrastando da borda de cima temos acesso às notificações, agora temos um acesso rápido ao painel de controlo arrastando a partir da borda de baixo, dando acesso à apps, media player, partilha via AirDrop e AirPlay, brilho do ecrã e settings rápidos (WiFi, Bluetooth, Airplane Mode, etc.) Ambos os ecrãs agora passam a estar disponíveis a partir do lock screen.


O iOS vem com apps remodeladas - com direito a bocas de que agora são mais ecológicas por não usarem madeira nem feltro verde - e com icons que parecem ser quase "simples demais". Estéticas à parte, as novas apps trazem refrescamentos bem necessários, e introduzem um novo conceito que se estende por todo o sistema de "swipes laterais" para avançar e retroceder entre ecrãs, e que vai dispensar o recurso ao habitual botão de "back" que existe em grande número das apps.


Embora existam muitas novidades, os icons animados não foram um deles. E por isso, em vez da app de meteorologia surgir com a indicação correcta da temperatura, a opção foi mais simples: retirar a indicação da temperatura que existia no icon anterior, e substituindo o sol por um encoberto por uma nuvem.


A app da meterelogia serve de exemplo perfeito ao novo estilo visual da Apple, com o interface a desaparecer quase por completo e a aproximar-se de um "vidro transparente" que nos apresenta informação e a "aproveitar todos os pixeis do ecrã" sem desperdício com margens ou molduras. Confesso que me parece ser algo que resulta bastante bem, e que faz com que outros interfaces repletos de "caixinhas" pareçam antiquados (sim, refiro-me ao Google+).


E já que falamos do Google, eis mais uma coisa que deixará de poder ser criticado nas guerras Android vs iOS: o multitasking.


O iOS7 passa a ter um multitasking mais versátil, mas que vem acompanhado por várias técnicas inteligentes para reduzir o impacto na autonomia. Por exemplo, passa a ser possível a uma app reagir a uma notificação no backgroud, permitindo por exemplo que uma app de notícias seja actualizada pela manhã de forma a estar pronta a ler quando a abrirem. Segundo a Apple, o iOS7 será capaz de reconhecer os nossos padrões de utilização e dar prioridade e preferência às apps que mais usamos, dando menos relevância às apps menos usadas. A nível das actualizações de apps, serão feitas inteligentemente em background sempre que forem detectadas condições adequadas.

Quanto ao painel de multitasking para alternar entre as apps abertas/recentes, agora conta com screenshots das apps tal como estavam no momento em que foram suspensas.

Apenas um detalhe engraçado, quando se abre uma app normalmente e se regressa ao menu principal, temos um efeito de transição animado que faz com que a experiência pareça bastante mais integrada e coesa, como se fizessem parte de um mesmo conjunto.



O Safari também segue a nova tendência visual (com um dos icons que me parece pior conseguidos, mas pronto). Temos um browser que aproveita a quase totalidade do espaço disponível - o que é uma grande mais valia face ao antigo, que desperdiçava bastante espaço, e que finalmente tem uma barra de endereços inteligente, que dá acesso imediato aos nossos favoritos assim como resultados de pesquisas. Também temos um novo sistema de tabs (agora sem limite de páginas) que permite facilmente circular entre as páginas abertas.



A câmara passa também a adoptar o estilo "glass", com os elementos translúcidos a darem maior destaque ao que realmente interessa, e com os diversos modos da câmara a serem seleccionados via "swipes". Para além das fotos, vídeo, panorâmicas, temos agora um modo com fotos à instagram com efeitos e filtros que podemos aplicar.



Já na galeria de fotos, vamos finalmente ter direito a uma organização mais inteligente. Não só poderemos ver as fotos agrupadas por data (incluindo uma curiosa apresentação por anos), como também temos uma organização de "momentos" feita de forma automática com base na data e localização das fotos.

A nível das partilhas via photostream, agora podem ser feitas com múltiplas pessoas de forma partilhada - um conceito bastante engraçado... mas que só seria verdadeiramente interessante se fosse assente num standard multiplataforma. Embora facilite a partilha entre quem tenha iPhones... não estou a ver que seja preferido sobre um Facebook, ou até o Google+, precisamente por esses estarem disponíveis para todos.


Será também o caso do AirDrop que simplifica as partilhas entre dispositivos iOS (com direito a bocas de que não será necessário andar a encostar os telemóveis com todos os amigos para partilhar uma foto com várias pessoas). É um daqueles sistemas que será simples de utilizar (basta abrir, aparecem as pessoas com iPhones por perto, seleccionar com quem se quer transferir, e pronto - sem chatices de configurações, bluetooths, toques, etc) Mas novamente, deixa de fora a possibilidade de transferir para equipamentos "concorrentes", o que fará com que na maior parte dos casos se continue a dar uso ao Facebook, G+, ou o simples email, para transferir ou partilhar fotos entre os amigos.


Temos também uma nova Siri, mais inteligente e com nova voz (feminina ou masculina), mas que por agora continuará limitada a inglês, francês e alemão (com a promessa de que mais línguas se seguirão - mas será melhor esperarmos sentados). A Siri pode agora fazer coisas como mudar o brilho do ecrã, e apresentar respostas com base na Wikipedia e... no Bing.

O iOS7 tem também um modo de funcionamento em automóvel, dando uso à Siri para ser controlado e apresentando as imagens no computador de bordo dos automóveis compatíveis.


Para servir como dissuasão adicional nos roubos, o iOS7 vem com um Activation lock.


Com este sistema, um iPhone roubado, mesmo depois de ser completamente apagado, apenas poderá ser re-activado utilizando a conta do seu legítimo dono. Numa altura em que se estão a discutir formas dos principais fabricantes darem uma "ajudinha" para tornar os roubos menos atractivos... o iOS7 parece já estar preparado para lidar com este problema (faltará ver se resulta na prática... ou se os ladrões começarão a ameaçar os donos para que desbloqueiem os seus iPhones antes de os roubarem!)



Como sempre, há centenas e centenas de novidades, algumas das quais só começarão a ser descobertas à medida que os developers começarem a "esmiuçar" as novas API. Dos slides apresentados podemos ver coisas como: bloqueio de chamadas/mensagens (já não receberão spam de stalkers sem poderem fazer nada), sincronização de notificações entre múltiplos equipamentos, smart wallpapers, compras em volume na App Store, VPN por App, chamadas FaceTime Audio, suporte para scan de códigos de barras, suporte para controladores de jogos, captura de vídeo a 60fps (sem dúvida em preparação para vídeo HDR no próximo iPhone), inter-app audio, e muito mais. Uma última referência para as pastas de apps que passam a poder ter um número ilimitado de páginas, deslizáveis para a esquerda/direita.


O iOS7 estará disponível para o iPhone 4 (e mais recentes), iPad 2 (e mais recentes), iPad mini, e iPod touch de 5ª geração, ficando disponível já hoje para os developers e chegando ao público no próximo Outono. Embora nem todos os dispositivos tenham acesso a todas as novidades...





Do que pude ver, parece-me que a Apple conseguiu fazer o refrescamento necessário que se vinha a pedir do iOS, mesmo se nalgumas áreas não foram tão longe quanto deviam (as notificações continuam a ser algo que mereciam um pouco mais de atenção.) Embora nalguns icons o novo iOS 7 seja tão simples que pode parecer quase "infantil", é bem provável que daqui por uns meses sejam encarados com naturalidade e como sendo a nova "moda", fazendo os restantes parecerem antiquados. Felizmente, para além do visual, também temos direito a algumas medidas bastante significativas que dão maior liberdade aos developers e ao que podem fazer com as suas Apps. As acções iniciados via notificação - por si só - serão algo que vem dar resposta ao que muitos developers vinham a pedir há muito tempo; e que tinham que desenrascar com "batotas" como pendurar a sua app nos serviços de geolocalização para poderem ir fazendo processamento em background.


Penso que vamos ter um bom iOS7... mas era escusado que se batessem palmas de minuto a minuto a cada nova coisa que era mostrada... :)

Agora, venham de lá todos os comentários de que tudo isto já existia, de uma forma ou de outra, nos Android, Windows Phone, e até WebOS (aquilo de matar as apps atirando o seu ecrã para cima enquanto se está no modo "multitasking" não terá passado despercebido aos fãs do WebOS certamente. :)

Actualização: aqui está o iOS7 em vídeo.




[fotos via TC]

24 comentários:

  1. não sou user de iphone, mas digo uma coisa. não gostei desta nova interface do ios7. só de ver o estilo dos ícons e além disso essa interface demasiado branco :(

    ResponderEliminar
  2. És como eu ! Não sou user de android, mas não gosto do interface e estilo dos icons. Além do mais é demasiado preto :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A questão principal é que no ios são estes e nada mais enquanto que no Android as possibilidades de customização são virtualmente ilimitadas!

      Eliminar
    2. Então ainda bem que no Android podes customizar como quiseres o teu smartphone. :)

      Eliminar
  3. Existem algumas melhorias do design, mais afinado mas em contraponto os icons do ecrã ficaram para pior "mais para o infantil", acho que a apple deve rever e melhorar esse aspecto...vamos ver

    ResponderEliminar
  4. Na minha opiniao, este é que deveria ser o aspecto do Windows Phone, a gritar Glass bem alto. E tal como no Windows8 que retiraram o "Glass" que estava presente no Windows7.
    Mas acho que isto sao efeitos do despedimento daquele designer que sofria a doença do aspecto de couro e metal riscado. ;)

    ResponderEliminar
  5. Uma boa noticia (provável) é que poderemos instalar teclados 3rd party.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Seria bom se pudéssemos instalar todo um sistema novo.

      Eliminar
  6. Mas que porcaria é essa? O iOS sempre foi conhecido como o sistema mais belo e do nada vira esse troço feio e sem sentido, uma copia barata do symbian com elementos do horroroso touchwiz, a cara de bunda que o Woz faz na apresentação é o resumo perfeito dessa aberração do jon ive.

    ResponderEliminar
  7. Está um espectáculo. Há coisas que já deviam ter sido implementadas há muito, como o acesso direto com um toque às funções essenciais (modo de voo, wifi, brilho lanterna, etc), e as pastas com um numero ilimitado de app. Quem tinha jaibreak resolvia isso com facilidade, mas custa a crer por que é que não existiam:

    Por alguma razão quando saiu o iOS 5 entusiasmei-me (deve ter sido também uma "major release") e fiz a actualização antes de sair o jailbreak (demorou mais de 2 meses a sair). Também fiquei entusiasmado com o iOS 7, se calhar faço a actualização e desta vez tenho que esperar uns 4 meses pelo jailbreak. É certo que boa parte dos tweaks que uso agora se tornaram desnecessários porque o iOS 7, como é natural, encontrou soluções melhores.

    Agora, interessado, interessado mesmo, fiquei foi no Mac Pro. O MacBook Air também não vinha mal.

    ResponderEliminar
  8. Sabe a muito pouco... E os accionistas confirmam isso!! ;)) Hoje... 438.89 -2.92 (-0.66%)

    https://www.google.com/finance?chdnp=1&chdd=1&chds=1&chdv=1&chvs=maximized&chdeh=0&chfdeh=0&chdet=1370911885046&chddm=391&chls=IntervalBasedLine&q=NASDAQ:AAPL&ntsp=0&ei=bXS2UYH5K8j1wAPipAE

    Se num dia em que uma empresa desta envergadura apresenta as suas novidades e as suas accões descem, então não é preciso ser um génio para concluir que o futuro não vai ser risonho!! ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A coisa não funciona assim.
      Este artigo chama-se "What Wall Street expects on Monday", foi escrito dois dias antes, com as opiniões dos "manda-chuva do mercado". Sabiam com exactidão quais eram as novidades. Desde que o que foi apresentado correspondesse ao esperado/antecipado a cotação não se alterava significativamente - foi o que aconteceu, os -0,66% não é significativo.
      http://tech.fortune.cnn.com/2013/06/08/apple-wwdc-analysts/

      Eliminar
  9. Gosto bastante do aspecto minimalista. Muito bom.

    Agora, o homescreen, vou ali e já venho. Feio, é favor.

    ResponderEliminar
  10. Trocarei meu sistema "dual phone" (iPhone 4 para tudo o que é pessoal e o S3 para tudo o que é profissional) por um aparelho único em Setembro, e a decisão entre um iPhone (5S/6), um HTC One ou um S4 (ambos em versão Pure Android) dependia em 50% do iOS 7 e 50% do aumento da tela do iPhone para no mínimo 4,3" (e sem "esticamentos" ridículos). Pelo menos a parte do iOS está excelente para a minha utilização. Só sinto falta dos widgets, mas não se pode ter tudo. De resto gostei bastante do novo iOS. Agora é esperar o anúncio do novo iPhone. Se for um 5S, sem grandes alterações, o que é mais provável observando o histórico da Apple, volto-me para os Androids ou quiçá um Windows Phone.

    ResponderEliminar
  11. Bons tempos em que a Apple surpreendeu o mundo com Hardware, design e software. Presentemente parece que entrou em ciclo de "serviços mínimos" no que toca a verdadeira evolução. Uma óptima notícia para o Windows Phone que apesar da dificuldade poderá "finalmente" jogar uma cartada a seu favor. :) Note-se aqui uma comparação interessante: http://www.google.pt/gwt/x?gl=PT&wsc=eb&u=http://faixamobi.com/2013/06/11/apple-se-inspira-no-windows-phone-pra-criar-o-ios-7/&hl=pt-PT&ei=i2i3UY_BDcz_1QbE1IHADg&ct=pg1&whp=30

    ResponderEliminar
  12. O "slide to unlock" continua a ser da esquerda para a direita e não de cima para baixo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já rectifiquei... não sei porque carga de água li "slide up to unlock". o_O

      Eliminar
  13. Existe um modo "preto" e um modo "branco", ou seja, é possível alterar o fundo e tom das apps que vêm de origem para preto ou branco, ou a opção de o sistema alterar os tons diferenciando-se pelo período diurno e nocturno? Ou as apps vêm predefinidas com os respectivos tons e não é possível alterar? Existe quem refira que o iOS é demasiado branco, mas obviamente que depende do gosto individual de cada um. Já agora, existe impacto negativo na bateria neste tipo de ecrã IPS devido ao uso maioritário do tons brancos como acontece noutras tecnologias de display?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. @mds Ainda não surgiu mais nada quanto a esse rumor.

      Quanto à questão da bateria, num LCD é indiferente as cores que se apresentam num ecrã. No caso dos OLED/AMOLEDs é que cada pixel desligado ou com menos brilho gasta menos.

      Nesse aspecto, imagino que os temas claros possam acabar por ser mais "poupados" num LCDs, por à noite se poderem tornar demasiado brilhantes e fazer com que as pessoas reduzam a luminosidade do ecrã. Mas será sempre a luminosidade definida a determinar o consumo, e não o facto de ser um tema escuro/claro.

      Eliminar
    2. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

      Eliminar
    3. Eu também critiquei o facto de alguns icons parecerem infantis demais (feitos no MS Paint? ;)

      Mas quero acreditar que vão ser remodelados até ao lançamento oficial... (Crossing fingers!)

      Eliminar
  14. Para mim, uma grande falha foi a não inclusão de um toggle para ligar/desligar o 3G/LTE no Control Center... Para quem quer poupar bateria é uma funcionalidade muito apreciada.

    ResponderEliminar
  15. Bando de gente reclamando dessa porra... Pra mim to nem ai se os icones ficaram mais limpos e simplistas, ou se tem que slide to up, to down etc... O que interessa que agora tem como mexer no brilho e coisas simples logo na cara que nem o android. Ponto. To satisfeito. Qualquer outro fluflu e botar um milhão de gadjet logo na home screen é coisa de nerd que gosta de poluição visual e fica olhando pra tela do telefone enquanto outros olham pra mulher, e normalmente estas pessoas digitem um carro que só tem ponteiro de velocidade e ar condicionado de botao e reclamam de falta de telinhas na sua vida... Ó povo que reclama! Reclamem do governo e não do IOS isso ou Android aquilo...

    ResponderEliminar

[pub]