2015/12/28

EUA sob ciber-ataque da China


Parece que os acordos de "não-agressão" entre China e EUA de pouco importam aos hackers e/ou outras entidades que estão por trás de uma mega-ataque que está a ser feito contra alguns data-centers norte-americanos.

Graças ao sempre interessante mapa de monitorização destes ataques (do qual já por cá tínhamos falado há mais de um ano) é possível acompanhar o desenrolar desta batalha em tempo real, sendo algo que ao mesmo tempo é reconfortante (por se saber que estamos a ver ataques digitais e não mísseis nucleares a voar pelos céus) e também preocupante, ao se ver a dimensão que este tipo de ataques pode ter.

No momento em que esta notícia estava a ser escrita, assistia-se a uma saraivada ininterrupta de ataques com origem na China e com destino a um endereço nos EUA, praticamente eclipsando todos os restantes ataques a nível mundial. Em poucos minutos se atingiam mais de 20000 mil ataques da China aos EUA, enquanto que nas posições seguintes os ataques se mediam na ordem das (poucas) dezenas.

Embora não seja certo qual é precisamente o alvo, há quem diga que ainda poderá tratar-se do Steam da Valve, que sofreu um ataque DDoS no dia de Natal.

4 comentários:

  1. Alguém que me explique uma razão plausível para este tipo de ataques? O que é que estes gajos ganham ao fazer isto? Falo de ataques contra o steam, Sony, Microsoft etc etc

    ResponderEliminar
  2. cheguei a ver 1280 ataques com origem na China e apenas 16 nos EUA! Alguém acredita nisto?

    ResponderEliminar
  3. e o nosso pais em 6 lugar de alvo a abater ! :)

    ResponderEliminar
  4. e o nosso pais em 6 lugar de alvo a abater ! :)

    ResponderEliminar

[pub]