2015/12/23

Google prepara nova app de mensagens com assistentes inteligentes?


As apps de mensagens têm sido as apps que mais crescimento têm tido, e que se têm tornado autênticos impérios, assumindo-se como plataformas para muitos e variados serviços que se alastram a todas as áreas. A Google parece finalmente ter reparado nisso, e há quem diga que está a trabalhar numa nova app de mensagens capaz de competir com esta nova ameaça.

Depois de praticamente ter dado o Google+ como falhanço, a Google volta a olhar para o futuro e tentará nova aposta de criar uma rede de utilizadores que sirva de núcleo agregador dos seus utilizadores. Face a apps como o WhatsApp, Messenger, WeChat, e até o mais recente Telegram, a Google prepara uma nova app capaz de lhe fazer frente e para isso irá contar com chatbots inteligentes que possam auxiliar os utilizadores.

Não deixará de ser uma evolução curiosa, uma vez que a aposta da Google quanto aos assistentes digitais tem sido a de não entrar nessa área, optando por usar o seu Google Now como simples "máquina" que dá respostas; mas... o sucesso que os serviços agregados às plataformas de mensagens concorrentes estará certamente a pesar. O Telegram será um dos exemplos onde os chat bots têm tido crescimento explosivo, permitindo fazer coisas como, criar inquéritos, procurar imagens, programar alertas, e tudo o mais que se puder imaginar.

Os chat bots não são novos (já existiam desde os velhos tempos do IRC e do Jabber), mas não deixarão de poder contar com uma nova vida e capacidades bem mais evoluídas, agora que as apps de mensagens e os serviços que têm por trás estão também a anos-luz de distância daqueles primeiros tempos dos bots interactivos via mensagens. Quanto a mim, a única potencial falha que a Google corre é a de se aventurar numa nova app para este efeito, quando isso poderia/deveria ser integrado nos seus Hangouts. Mas pronto, como por enquanto ainda não passam tudo de rumores, ainda pode ser que isso venha a acontecer, e que os Hangouts venham a ser - como sempre dissemos - o verdadeiro trunfo em que a Google deveria ter apostado (em vez do Google+. :)

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]