2015/12/25

Investigadores criam CPU fotónico funcional


Nada melhor que a época de Natal, cheia de luz, para ser anunciado um novo avanço nos chips que comunicam usando luz. Investigadores criaram o primeiro CPU fotónico funcional, e que ainda por cima foi feito usando as mesmas técnicas de fabrico dos chips convencionais.

Numa altura em que se vão combatendo os limites físicos da miniaturização dos chips electrónicos, a utilização da luz para substituir a electricidade tem sido encarada como um dos caminhos para permitir o avanço das capacidades dos computadores. Neste caso, não se trata de um chip 100% fotónico, mas sim se um microprocessador que combina os tradicionais blocos electrónicos com 850 elementos fotónicos que lhe dão a capacidade de comunicar directamente usando luz em vez de electricidade.

Tradicionalmente, este tipo de integração obriga a utilizar blocos extra, fora do chip, para fazer a conversão entre luz/electricidade e electricidade/luz; mas este chip demonstra que isso pode ser feito directamente no chip, e usando métodos que podem ser facilmente adaptados às fábricas de produção de chips já existentes.

As vantagens é que assim se podem criar chips com capacidade de comunicação que podem ser até 50x superiores às dos CPUs actuais, e que ainda por cima gastam muito menos energia. Outra vantagem é a redução das interferências electrónicas geradas pelas transmissões de dados a alta velocidade - e também a possibilidade de se poderem criar novas estruturas... por exemplo, colocando um CPU a - literalmente - quilómetros de distância da RAM e outros componentes.

Mas pronto, por agora ficaríamos satisfeitos por ter chips com velocidades de comunicação mais rápidas e que fossem mais poupados. Os clientes mais interessados serão os fabricantes de hardware para telecomunicações e redes... e sem dúvida que a NSA também estará interessada em chips que permitam espiar ainda mais quantidade de dados de forma ainda mais eficiente. ;P

1 comentário:

  1. Daqui a uns anos (poucos) num conversa normal pergunta-se como funciona o cpu do pc do amigo e não a que velocidade, a resposta poderá ser algo do género: ainda é do tempo da electricidade ou funciona a luz ou é quântico ou não tem cpu é tudo processado online... E eu escrevo este comentário a partir de um netbook com +/- 6 anos que por vezes fico a pensar se consegue ser mais eficiente que o meu VW a gasolina de 21 anos :D

    ResponderEliminar

[pub]