2015/12/18

Meizu M2 Note por €148 na Europa


Temos falado de muitos smartphones de marcas chinesas, mas este mercado tem tal dinamismo e volatilidade que nem sempre é fácil encontrar modelos que estejam imediatamente disponíveis. Por isso, hoje trago-vos um que pode ser comprado hoje mesmo, e já no armazém europeu, para evitar taxas extra: o Meizu M2 Note.

O Meizu M2 Note pode não ser o mais potente dos smartphones chineses actuais, mas está bem perto disso a nível das características de hardware. Trata-se de um smartphone com ecrã Full HD de 5.5", CPU MTK6753 octa-core a 1.3GHz, 2GB de RAM, 16GB de memória, câmaras de 13MP e 5MP, Dual SIM (um deles pode dar lugar a um microSD até 128GB para expansão de memória), Android 5.0, bateria de 3100mAh, espessura de 8.7mm e peso de 149g.



O Meizu M2 Note está actualmente disponível por €148,80 já no armazém Europeu da Gearbest, o que elimina todas as habituais preocupações com as taxas alfandegárias.

Neste caso ainda se trata de um smartphone que opta por uma tampa traseira em plástico, ao contrário de outros modelos nesta gama de preços, mas isso será algo que algumas pessoas até poderão considerar uma vantagem. :)

9 comentários:

  1. Respostas
    1. Que tem a rom? Deve ser a flyme como é habitual da meizu

      Eliminar
  2. Noi foi este que este a 136€ (ou algo assim) na Redcoon durante a black friday?

    ResponderEliminar
  3. Noi foi este que este a 136€ (ou algo assim) na Redcoon durante a black friday?

    ResponderEliminar
  4. Atenção que o facto de comprarem no armazém europeu não quer dizer que não paguem taxas.
    Eu comprei um tablet no armazém europeu da Gearbest, e passado 1 mês tive de o ir buscar à alfandega e pagar para o levantar. Embora tivesse sido enviado a partir da Holanda, não cumpria as normas comunitárias (estava lá escrito que tinha vindo da China).
    Para um tablet de 63€ paguei 26€...
    Não quer dizer dizer que aconteça sempre (também comprei um telemóvel e passou), mas aconteceu comigo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho muito estranho esse relato... o mais certo é que, estando a ver um produto vindo de armazém europeu, se tenha visualizado e escolhido um outro não disponível (vindo da china)... isto pode acontecer por uma alteração tão simples quanto a mudança de cor do produto...

      Eliminar
    2. Conforme disse, veio da Holanda (PostNL). Foi comprado pelo armazém europeu. Não há qualquer dúvida disso. Tem um autocolante a dizer que não preenche as condições dos artigos 9 e 10 do Tratado Europeu. O problema, do que percebi, é ter lá escrito que a origem do produto é a China.

      Eliminar
    3. Olá, Tiago, pedimos desculpa pelo problema. Por favor, informe o número da sua encomenda para verificarmos.(Podes enviar via mensagem privada de FB ou Twitter). Abraços.:)

      Eliminar

[pub]