2016/02/13

Confirmada a existência das ondas gravitacionais previstas por Einstein


Demorou um século, mas a comunidade científica está finalmente a celebrar a detecção das ondas gravitacionais inicialmente previstas por Einstein.

Já todos terão visto aquela experiência que nos permite visualizar a gravidade como a curvatura do espaço-tempo, usando uma superfície elástica onde um objecto mais pesado faz curvar a superfície e atrair objectos mais pequenos. Tentar visualizar isso em "3D" (ou 4D para ser mais correcto) pode ser um pouco mais complicado, mas também se chega lá. E no meio de tudo isto, havia também a previsão de que eventos cataclísmicos de objectos com massa suficiente poderia criar ondas gravitacionais que fizessem "tremer" o próprio espaço-tempo. Uma previsão que, no entanto, estava a ser complicada comprovar... até agora.


Os detectores dos LIGO (Laser Interferometer Gravitational-wave Observatory) foram concebidos precisamente para tentar detectar estas ondas gravitacionais, usando lasers que percorrem trajectos de vários quilómetros, tentando detectar as pequenas discrepâncias que estas ondas poderiam causar, e finalmente detectaram aquilo que os cientistas esperavam, confirmando a existência das ondas gravitacionais.

Estas ondas que agora foram detectadas terão sido causadas pela colisão de dois buracos negros há 1.3 mil milhões de anos. Para se ter uma ideia do tipo de alteração que estas ondas gravitacionais causam e da dificuldade da sua detecção, trata-se de medir uma variação de um milionésimo do diâmetro do núcleo de um átomo!

Fantástico universo este onde habitamos, e onde temos o privilégio de nos poder maravilhar com ele e ir descobrindo respostas às muitas perguntas que temos.







Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]