2016/03/18

Engenheiros da Apple ameaçam demitir-se se forem forçados a implementar backdoors no iOS


O caso que opõe o FBI e a Apple no que diz respeito a ultrapassar as protecções do iPhone que garantem a privacidade dos dados vai sendo seguido atentamente, mas os engenheiros da Apple vão também considerando as potenciais retaliações no caso da Apple perder o caso, dizendo que preferiam despedir-se a implementar os backdoors.

Relembrando que uma empresa está dependente dos seus funcionários, há quem já vá avançando com as possíveis repercussões caso a Apple venha a ser obrigada pelos tribunais a cumprir com o pedido do FBI de desactivar diversos sistemas de segurança que permitiriam "crackar" um iPhone bloqueado. Se tal vier a acontecer, isso seria algo que teria que ser implementado por um grupo restrito de engenheiros que está a par do funcionamento do sistema, fazendo com que uma recusa/oposição por parte de alguns membros chave complicasse drasticamente o processo ao ponto de o inviabilizar a curto prazo.

Se o caso chegasse a um ponto de ruptura, alguns dos responsáveis pela área de segurança da Apple dizem que alguns destes engenheiros prefeririam demitir-se a cumprir com as ordens, que de certa forma poderia ser equiparada à objecção de consciência que impediria um médico de realizar uma operação com a qual não concordasse.

Claro que as coisas não são "a preto e branco", e não me parece que perante as exigências de um Tribunal, a Apple fosse capaz de ir adiando indefinidamente o cumprimento desses pedidos (por muita gente que abandonasse o posto, seria sempre necessário meter pessoal que fosse para as mesmas funções, e inevitavelmente surgiria alguém disposto a cumprir com o que era pedido). Resta-nos esperar que as coisas não tenham que chegar a esse ponto, e o assunto fique arrumado preventivamente com uma decisão a favor da Apple - pois já se sabe o que o acesso indiscriminado aos dados de utilizadores acaba sempre em situações de abuso, por muito que se tentem evitar.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]