2016/04/25

BQ falta à promessa nas actualizações para o Aquaris E5, E6 e E10 - culpa a MediaTek

Parece que não é só a Microsoft a dar o dito por não dito nas actualizações para os seus smartphones; também os possuidores de alguns populares dispositivos da bq descobriram que os seus aparelhos não irão receber a prometida actualização para o Android 5.0 Lollipop.

A BQ estava a trabalhar para fazer chegar o Android 5.0 a alguns dos seus modelos mais antigos, mas agora vem dar más notícias aos seus clientes, dizendo que tal não será possível devido à falta de cooperação por parte da MediaTek, que já terá terminado o suporte para o chipset que estes dispositivos utilizam - o MT6592, lançado em 2013.

Os terminais em questão, Aquaris E5 FHD, Aquaris E6 e Aquaris E10 já têm algum tempo de vida (os smartphones estão a fazer dois anos e o tablet chegou ao mercado no final de 2014), não sendo por isso inesperado que estes modelos já não recebessem qualquer actualização. Poderemos é perguntar-nos porque motivo a BQ ainda estava a investir tanto esforço a preparar uma actualização para um Android que já tem quase dois anos, quando já temos o Android 6.0 há mais de meio ano (e o próximo Android N já está disponível em versão para testes.) Para além disso, considerando o histórico da MediaTek a nível das (ausências das) actualizações, terá sido um pouco ingénuo por parte da BQ fazer este tipo de promessas...

Para tentar minimizar os estragos, a BQ vai disponibilizar o código fonte do Android 5.0 em fase beta em que estava a trabalhar - mas alerta de que o sistema não estará estável para uso regular, sendo que aquilo que faltaria resolver seriam coisas que só a MediaTek poderia fazer. Disponibiliza também um vale €50 para quem quiser comprar um Aquaris M5, Aquaris M5.5 ou Aquaris M10; mas isso irá depender da forma como os seus clientes encararem esta promessa quebrada - mesmo que a culpa seja da sua (má) escolha para o chipset. Escolha que a empresa também pretende corrigir, dizendo que daqui em diante irá optar por usar chips da Qualcomm, que irão garantir um melhor suporte a nível das actualizações.


[ver o Press Release]

6 comentários:

  1. No outro dia, num comentário de um outro artigo aqui do AadM, acusaram-me de eu ter ficado parado no tempo e desconhecer a realidade actual dos processadores MediaTek, afinal parece que continuo a ter razão.

    ResponderEliminar
  2. Infelizmente sou um dos lesados da BQ.
    Comprei um tablet E10 com base na promessa de que sairia o Lollipop para este dispositivo. Fiquei preso ao KitKat com uma telha obsoleta.
    Ironia, a BQ oferece um vale de 50Eur para adquirir um M10 sendo que o M10 também tem um SoC Mediatek! A sério?!

    ResponderEliminar
  3. Mais uma vez a prova que marcas "brancas" nao conseguem cumprir com nada...ja vi isto acontecer varias vezes, o update na verdade chegou com quase 2 versões de atraso.

    Se uma samsung, sony, htc, lg, huawei ja é difícil de chegar com um update a tempo quanto mais uma BQ ou WIKO entre outros ainda menos conhecidos.

    É bom para desenrascar ou para quem nao liga nenguma a updates...caso contrario Nexus all the way!

    ResponderEliminar
  4. Isto não tem só a ver com ser uma marca branca, mas com decisões comerciais erradas. A BQ devia ter apostado em ter poucos modelos, com atualizacoes periódicas e boa assistência. Acho que se tivesse seguido esta linha continuava a crescer e a ter sucesso. Eu tenho um BQ Aquaris 5 HD com mais de dois anos e não estou descontente com ele (a não ser as actualizações) e aconselhei mais 2 compradores a optar pela BQ, mas neste momento acho que são equipamentos demasiado caros em relação à concorrência, não oferecendo nada que justifique ao cliente pagar mais.
    A prova de que eles tomaram más decisões são as noticias de que a BQ está a passar por dificuldades e a cancelar projectos. Não sei porque é que esta malta tenta sempre meter-se em guerras que não pode ganhar.

    ResponderEliminar
  5. Já tive 2 BQ's 4.5 e tenho um BQ E5 FHD...
    e este será o ultimo BQ que adquiri...

    Promessas atras de promessas para mim acabou.

    ResponderEliminar
  6. Como cliente de um Smartphone da BQ não me choca que não actualizem para a versão mais recente do sistema operativo, em especial se um dos seus fornecedores de material físico não lhes der o que é preciso para tal.

    O que me choca e me deixa furioso, e me leva a não aconselhar BQ a outros é o facto de não corrigirem todas as falhas de segurança que vão surgindo e para as quais na maioria das vezes até já existem correcções disponíveis! Isso sim é inaceitável. Posso viver sem novas versões do sistema operativo, mas ter um dispositivo vulnerável só porque suas excelências não estão para corrigir as vulnerabilidades que vão sendo descobertas é que é inaceitável.

    Da BQ apenas aconselho modelos que estejam dentro do programa "Android One" como o BQ Aquaris A4.5, pois aí pelo menos tem garantia de actualizações durante 24 meses da Google (o que é pouco na minha opinião, mas é melhor que agora que é não ter garantia de nada).

    Como disseram acima, esta empresa deveria focar-se em hardware que se saiba ser suportado por mais tempo pelas empresas que o produzem assim como produzirem menos modelos por ano, mas garantir actualizações prolongadas no tempo (tipo 10 anos, para se destacarem dos outros) se não a nível de actualizar para um novo sistema operativo (pode ser incompatível ou ficar demasiado lento) pelo menos actualizações de segurança e correcções de erros descobertos.

    ResponderEliminar

[pub]