2016/08/12

Samsung pede mais tempo para lançar smartphone com ecrã dobrável


A Samsung está com esperança de que o novo Galaxy Note 7 se torne no mais bem sucedido de sempre - e pelo menos no ecrã não haverá motivos de queixa, pois traz o melhor ecrã já instalado num smartphone - mas para os aguardados phablets com ecrãs dobráveis, a Samsung pede um pouco mais de tempo e paciência.


É o próprio Koh Dong-jin, presidente da Samsung Electronics Mobile Communications Business, que faz esse apelo, relembrando (e bem) que embora a Samsung esteja empenhada em lançar um dispositivo com ecrã dobrável, marcando a entrada numa nova era dos dispositivos móveis, isso não vem acompanhado apenas por necessidades de novo hardware... mas também a nível do software e dos interfaces para os utilizadores.

Dispositivos com os ecrãs curvos nas margens, como o S7 Edge e o Note 7, já vão tentando inovar com funcionalidades adicionadas à parte curva do ecrã; mas facilmente se imagina que a utilização de um ecrã dobrável oferece todo um novo conjunto de limitações e possibilidades que obrigarão a repensar alguns conceitos. Aliás, ainda agora lidamos com as dificuldades de disponibilizar apps e interfaces que sejam adequados a funcionamento em smartphones e tablets, pelo que a existência de um dispositivo com ecrã que poderá apresentar diferentes dimensões virá apenas complicar ainda mais essa questão.

Seja como for, será inevitável que tal dispositivo seja lançado, nem que seja quase como "modelo para mostrar que é possível". Resta-nos apenas esperar que quando o for, realmente venha acompanhado das tais funcionalidades que sejam capazes de demonstrar as suas mais valias face aos modelos com ecrãs rígidos.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]