2016/10/02

Google exige que equipamentos com Google Cast só possam usar o seu assistente?


O Google Home é um dos produtos que se espera ver apresentado no evento de 4 de Outubro, e também um que sinaliza a preocupação que a Google terá em relação ao sucesso do Echo da Amazon - e que poderá obrigar a empresa a jogar o trunfo da "exclusividade" em todos os produtos compatíveis com Google Cast.

A Google parece ter finalmente ganho a consciência do erro que cometeu ao ignorar por completo o segmento das casas (lembram-se do Android@Home, apresentado pela Google em 2011... e de que nunca mais se ouviu falar?) e apressa-se agora a acelerar o passo de forma a não ficar para trás face ao Echo da Amazon e também à Siri e HomeKit da Apple.

A batalha pelo controlo das nossas casas vai ser feroz, e se de um lado se vai criticando que a Apple faz demasiadas exigências a quem se quiser juntar ao seu programa (tendo que comprar chips de autenticação à Apple, utilizando linhas de produção autorizadas pela Apple para o fabrico dos produtos, e até deixando que a Apple diga como a embalagem do produto deverá ser), parece que a Google também poderá recorrer a uma cartada polémica para tentar reduzir a distância de atraso que tem: exigir que os produtos que utilizem o Google Cast não possam utilizar assistentes concorrentes.

Se tal se vier a confirmar significará que produtos que possam servir como colunas/microfone e que potencialmente se poderiam interligar com diversos assistentes tenham que optar por suportar ou um sistema ou outro, o que irá fragmentar ainda mais este segmento, dando certamente origem a produtos com variantes que serão adequadas para trabalhar com produtos Google, ou Apple, ou Amazon...

O efeito prático seria continuarmos a ficar presos a sistema proprietários, em vez de se ter a liberdade de escolha e evolução que tantos procuram - incluindo a capacidade de poderem utilizar múltiplos sistemas simultaneamente. Esperemos que a Google não venha a usar esta opção que, por algumas vantagens que possa ter, também terá bastantes desvantagens; e que continue a apostar na vertente de abertura e compatibilidade com tudo e todos... (dentro do possível).

Saberemos já na terça-feira...

4 comentários:

  1. Não entendo está febre pelos produtos / soluções destes fabricantes se o mercado já tem tantas soluções com aplicações "universais" compatíveis como é o caso do knx, zwave, zigbee, loxone, control4. Sim, há aplicações que nos permite ter na mesma instalação estas tecnologias todas !

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A febre explica-se muito facilmente. 99% das pessoas não conhece nenhuma das marcas que referiste...

      Eliminar
    2. Não são marcas, são protocolos :)

      Eliminar
    3. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar

[pub]