2016/11/08

App do Spotify escreve mais de 100GB/dia para o disco


Se estiverem a utilizar a app desktop do Spotify e tiverem um SSD como disco principal, convém estarem informados que o Spotify estará a escrever centenas de gigabytes de dados por dia e que isso poderá afectar a longevidade do vosso SSD.

Um utilizador descobriu que o seu SSD estava a ser utilizado de forma contínua enquanto estava a ouvir música no Spotify, e após uma investigação mais cuidada descobriu que o Spotify estava a escrever mais de 10GB por hora no SSD; e outros utilizadores também comprovaram que o seu Spotify estava a escrever mais de 100GB por dia nos seus discos.

O problema parece estar relacionado com algum tipo de caching que o Spotify está a fazer, mas torna-se excessivo estar a gravar centenas de gigabytes por dia, que terá forte impacto na duração do SSD. Para complicar as coisas, não existe nenhuma opção na app que permita desactivar esta gravação contínua, nem tão pouco a alteração do local das músicas offline altera o comportamento, pelo que mesmo que tenha configurado a app para descarregar músicas para um segundo disco (que não seja um SSD), o Spotify continuará a escrever os gigabytes no disco onde foi instalado.

Daí que a solução, por agora, passe por forçar a alteração da localização da pasta com estes ficheiros temporários para outro discoou, preferencialmente, usarem um RAM Disk para esse efeito - sendo que neste último caso evitam estar a desgastar um disco físico, quer seja um SSD ou um disco tradicional.

Actualização: parece que o problema está relacionado com o compactar contínuo (vacuum) da base de dados; e quem não tiver receio de usar um editor hexadecimal poderá por mãos à obra e impedir este comportamento:

  • Windows -abrir o libcef.dll num editor hexadecimal e substituir todas as referências a "VACUUM:" por "abcdef:"
  • Macs - abrir o terminal e escrever: "perl -pi -e 's/VACUUM;/abcdef;/g' /Applications/Spotify.app/Contents/MacOS/Spotify" (sem as aspas)



Esperemos que o Spotify rapidamente reveja este comportamento (há utilizadores que referem que isto não acontecia com versões anteriores da app)... mas até lá, convém estar alerta para evitarem surpresas desagradáveis.

18 comentários:

  1. Spotify a minar bitcoins. Não seria inédito...

    ResponderEliminar
  2. ‎2016-06-12 esta é a data original do post. eu estou a ouvir musica ja faz 50 minutos e leu/escreveu perto de 600mb

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como se vê isso? Já agora, só acontece nos SSD?

      Eliminar
    2. Com o Process Explorer, por exemplo.

      Eliminar
  3. Pergunto-me se não seria preferivel utilizar RAM para caching...

    ResponderEliminar
  4. Não é so o Spotify, é tambem o Chrome.

    No Windows, no task manager, podes ligar para activar a coluna de escrita no disco.

    Julgo que tem algo a ver com algum tipo de JS faggotry sempre a escrever no disco.

    ResponderEliminar
  5. Fechei o Spotify, e voltei a abrir. Ouvi uma música até meio (deu mais que tempo para descarregar a música toda), e fiz pause.
    Está há 10 minutos em iddle: Escreveu ~150MB sem qualquer motivo aparente.

    ResponderEliminar
  6. como ver os dados escritos pelo spotify no mac os x ?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Monitor de Atividade (na pasta Utilitarios).

      Eliminar
  7. E o outro ainda não veio aqui dizer que o Spotify é lixo, o que é bom é o Apple Music?!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não, o bom é o Google Music... mentira... ninguém usa o Google Music, porque é da Google e é a pagar...

      Eliminar
    2. Pela tua lógica da batata, ou neste caso da maçã, também ninguém usaria o Apple Music por ser a pagar.
      Mas não te esqueças que o Google Music também tem uma versão de borla, ainda que com menos funcionalidades do que a mesma versão do Spotify, como sempre o teu campo de visão é altamente limitado, só te fazia bem tirar as palas dos olhos de vez em quando.
      Infelizmente não há números oficiais para se comparar, ainda assim acredito que o AM tenha mais subscritores pagos do que o GM.

      Eliminar
  8. Boa tarde ,

    Eu uso Linux e a nova versão da APP do spotify e estive mesmo agora a ver a escrita versus leitura e não encontrei nada disso é evidente que existe sempre uns MB em cache como em todos os navegadores um alerta deste tipo tinha sido dado acerca do Firefox que supostamente também escrevia uma brutalidade de GBs .

    Como o Linux é muito customizavél eu tenho um indicador de espaço livre/ocupado no sistema se esta app escrevesse 100 Gbs como o artigo diz eu ficava sem espaço , aconteçe que esta aplicação a que me refiro é fiavel e não altera nada o espaço livre / ocupado , se eu usar por exemplo maquinas virtuais esse valor é de imediato alterado nesse indicador.

    Por isso vejam lá bem se de facto é verdade todo esse consumo de espaço , eu uso SSD e tenho a versão paga do Spotify não sei se isso pode ou não contar para o que estou a escrever

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O problema não é ocupar espaço, é estar continuamente a gravar no disco (por exemplo, até pode ocupar apenas 100MB, mas está constantemente a gravar dados nesses 100MB repetidamente).

      Tem que se ver pelo indicador do número de escritas e não pelo espaço ocupado.

      Eliminar
  9. Malta, sabem se isto tambem acontece com o player spotify online?

    ResponderEliminar
  10. "You can solve the problem on OSX in the following way:

    Open /Applications/Spotify.app/Contents/MacOS/Spotify in a hexeditor.

    Search for "VACUUM;" Replace with "xxxxxx;"


    Isto para Osx parece que contorna o problema. Em windows não sei...

    ResponderEliminar
  11. http://appleinsider.com/articles/16/11/11/spotify-promises-fix-for-mac-glitch-causing-excessive-writes-on-hard-disks-ssds

    ResponderEliminar

[pub]