2016/12/03

Executivo da Foxconn roubou 5700 iPhones


Um executivo da Foxconn terá cedido à tentação de ficar com alguns dos iPhones que a empresa produz... alguns milhares deles!

A Foxconn produz milhões de iPhones, e entre esses milhões temos vários milhares que são canalizados para processos de teste e controlo de qualidade. Terão sido alguns desses modelos (5700 iPhones) que este executivo terá instruído um pequeno grupo de funcionários para roubar, supostamente tendo supostamente lucrado cerca de 1.5 milhões de dólares.

O caso passou-se em 2013 e 2014 (os iPhones roubados eram iPhone 5 e 5S), mas só este ano a manobra foi detectada devido a uma auditoria interna. Caso o tribunal o declare culpado, o executivo arrisca-se a uma pena de 10 anos de prisão, que certamente lhe irá demonstrar que o crime não compensa... mesmo se durante dois anos pudesse parecer que tinha compensado.

Parece que a Foxconn tem tido cada vez mais dificuldade em garantir o nível de confiança que se esperaria. Mas por outro lado é preciso não esquecer que estamos a falar de uma empresa que emprega mais de 1 milhão de pessoas na China, e que por altura do iPhone 5S tinha 300 mil pessoas a trabalhar exclusivamente na produção deste modelo e a produzir 500 mil iPhones por dia. Daí que roubar 5700 iPhones ao longo de 2 anos, até pudesse parecer "insignificante" para que lida com tal escala de números...

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]