2016/12/20

iuPark - como não fazer uma app de parquímetros


Os smartphones e as apps podem facilitar-nos imenso a vida, mas depois temos casos completamente surreais, onde quem fez as apps parece tê-lo feito com o único propósito de complicar tudo, ao ponto de nos fazer desinstalar a app. Infelizmente, é esse o caso da vergonhosa app de pagamento de parquímetros iuPark.

O meu primeiro contacto com esta app, que é a utilizada para pagar os parquímetros em Espinho, surgiu num daqueles dias em que descobrimos que não temos moedas na carteira - fazendo com que a opção fosse perder tempo a encontrar alguém que trocasse uma nota, ou dar uma hipótese à app (e como sempre, acontecendo numa altura em que temos pressa e todos os minutos contam).

O processo de instalação da iuPark decorreu sem incidentes, mas desde logo começaram a surgir os sinais de que a simplicidade prometida para o pagamento do estacionamento não iria ser assim tão simples. É que para além desta app temos que instalar uma app adicional para os pagamentos (a da SEQR), mas pronto... isso até me dava mais confiança do que ceder os dados de pagamento a uma empresa que não tem qualquer credibilidade a nível de confiança a avaliar pelo estado da sua app.

O processo de registo na app deixa-nos múltiplas vezes com campos que ficam escondidos pelo teclado e a que não podemos aceder; mas ainda pior é que depois de se ter superado esse "quebra-cabeças", o processo de pagar o estacionamento não é melhor. Ora, mesmo tendo acesso à nossa localização, a iuPark continua a perguntar-nos em cidade estamos, e a rua (o que obriga a saltar para uma app com mapas, para se saber o nome da rua - caso se esteja num local desconhecido). Enfim... com tudo isto já tinha perdido mais de 15 minutos em todo o processo... resultando em 14 minutos a mais do que seria desejável numa app que deveria ser de fácil utilização.


Mas melhor ainda, quando hoje - novamente sem moedas - me mentalizei a passar pelo penoso processo de iniciar o estacionamento usando a app, eis que sou brindado com a mensagem que surge na imagem ali em cima, de que existe um "Erro a obter informação do servidor". Mensagem de erro que surgia para praticamente toda e qualquer operação que fosse tentada na app... e que me faz pensar: mas afinal, que sentido faz ter uma app que, para além de ser um péssimo exemplo do que uma app deveria ser, nem sequer funciona?

Por mera curiosidade fui verificando a app ao longo de várias horas, e continuou / continua a dar o mesmo erro.

... Se fosse fã das teorias da conspiração diria que esta empresa deverá estar mais interessada em dificultar o pagamento ao máximo, para ver se tem mais sorte a apanhar algum descuidado que não tenha pago o parquímetro (talvez por não ter moedas à mão) e aplicar-lhe a multa, que rende mais que ter uma app funcional.


Actualização 05/01/2017: depois de várias actualizações, com a app sempre a dar o mesmo erro, a situação ficou resolvida fazendo logout e novo login da conta. Fica a sugestão de que, caso tal situação volte a acontecer, a app corrija o problema de forma automática (revalidando o login) ou assuma o logout e peça o login ao utilizador (em vez de lhe apresentar mensagens de erro que pouco ajudam.)

6 comentários:

  1. Deixa estar que a meoparking não é muito melhor (pelo que ouvi dizer) pois só funciona em androids até ao 5.*, se tiverem o azar de ter uma versão superior e não ter moedinhas estão tramados, mas pronto como é feito por uma pme (MEO) até podemos dar o desconto.

    ResponderEliminar
  2. Não que dê gozo ler este tipo de notícia... mas felizmente a app cá da empresa não sofre deste tipo de problemas :)

    ResponderEliminar
  3. Carlos, não sabia que a empresa por de trás é a mesma que opera em Braga, conhecendo a empresa contratos e funcionários que trabalham em Braga o meu conselho é não usar e evitar ao máximo o contacto com eles, tenta ter sempre uns trocos no carro. Toda a gente em Braga conhece a empresa pelo contrato fraudulento que fez com o anterior presidente municipal e que já foi capa de jornais vezes sem conta, o atual presidente já pediu várias providências cautelares e da última vez que li sobre o assunto queria que a câmara pagasse para terminar o contrato mais cedo e passar a gestão do estacionamento de superfície na totalidade para a câmara.

    ResponderEliminar
  4. Alguém já experimentou a MyVodafone? É de ir às lágrimas de tão má. Para terem uma ideia, num iPad apenas com wifi, o utilizador é confrontado com a recomendação de desligar o wifi para se ligar via net móvel porque não gasta dados. Um mimo.

    ResponderEliminar
  5. Pelo que acabo de ler nos comentários de gente que creio eu, sabe usar uma app, fico surpreendido de ninguém ter usado a app da Via Verde: estacionamento!
    Eu, aqui no Porto é a que uso. E francamente, não tenho o mínimo problema, porque se me encontro nas Antas ou em Sá da Bandeira, mal abro a app- claro com a localização aberta- aparece o local com a referência do parquímetro; a hora, podendo aumentar ou diminuir este, mesmo estando longe.
    De tudo o que conheço neste campo, creio que este é o melhor sistema. Ah! E aquando da primeira vez que usei, a Via Verde não me cobrou o estacionamento.
    Meus srs. é tudo questão de experimentar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Porque não é uma questão de escolha, tens que usar aquela que funciona na concessão em que estiveres.

      Eliminar

[pub]