2017/02/03

Apple acusada de desligar o Facetime no iOS 6 para forçar actualização para iOS 7


Os processos são assunto diário nos EUA, e agora a Apple vê-se na mira de mais um, que acusa a empresa de intencionalmente ter impedido a utilização do Facetime no iOS 6 para obrigar os utilizadores a passarem para o iOS 7 e poupar milhões.

O Facetime (que continuamos à espera de ver transformado num protocolo aberto, como Steve Jobs tinha prometido) da Apple faz uma ligação directa - P2P - entre dois iPhones para fazer chamadas de vídeo (ou áudio), mas nos casos em que tal não é possível recorre a um servidor externo que serve como ponte de ligação entre os dispositivos. Mas um processo de VirnetX (um patent troll) obrigou a Apple a desactivar o sistema de ligação P2P, fazendo com que todas as chamadas tivessem que passar por servidores externos... e somando milhões de dólares em custos, todos os meses.

Com o iOS 7 a Apple reimplementou num novo sistema P2P para o Facetime, sem infringir as patentes da VirnetX; mas parece que continuava preocupada com os custos das chamadas Facetime feitas por aqueles que se mantinham no iOS 6. E é aqui que está a génese deste novo processo, pois aparentemente foram revelados emails que indicam que a Apple propositadamente terá feito expirar um certificado de segurança antes da sua data limite, significando que só os utilizadores com iOS 7 pudessem continuar a fazer chamadas Facetime.

Na altura a Apple disse que tal se deveu a um "bug", mas a verdade é que nunca corrigiu esse bug, deixando sem Facetime todos os utilizadores com iPhones 4 e 4S, que estavam mais reticentes em fazer a actualização para um iOS que tornaria os seus smartphones mais lentos.

Vamos lá ver no que isto dá... Mas a Apple arrisca-se a que os milhões que poupou a dar o "corte" no iOS 6 possam agora resultar numa multa bem mais cara.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]