2017/05/07

Light Phone é um telemóvel burro - nada "leve" no preço


O Light Phone já por cá passou quando iniciou a campanha no Kickstarter em 2015, e agora que se tornou realidade volta a levantar a questão: mas quem é que estará disposto a pagar $150 por um telemóvel com capacidade ultra-limitadas?

Este telemóvel minimalista até pode ter um design simpático - mesmo se isso pode interferir com a sua facilidade de utilização, já que as suas capacidades se resumem a receber e fazer chamadas, e memorizar até nove números de telefone. A autonomia, inicialmente indicada como sendo para 20 dias também parece ter sido revista, agora surgindo como sendo de 3 dias em standby. Mas o pior mesmo é que, para além da demora do projecto em se ter concretizado (alguns dos investidores só agora estão a receber os seus Light Phones, sendo que alguns deles se queixam que o mesmo nem sequer funciona)... é que custa $150!

É um valor completamente irrealista, e para isso basta espreitar outros telemóveis simplistas e de tamanho reduzido que existem no mercado, como este AIEK C6.



O AIEK C6 também tem um formato ultra-compacto e minimalista, mas conta com um ecrã bastante mais útil que o do Light Phone, que lhe permite apresentar mais informação e SMS; mas, mais importante que isso é o facto de custar apenas 9 euros!

Por 9 euros sim, já podemos considerar a compra de um telemóvel de "brincar" que sirva como segundo telemóvel para desenrascar em determinadas situações... onde seguramente não se justificaria gastar os $150 do Light Phone. Afinal, por menos que isso já podemos comprar smartphones a sério bem potentes, como o Oukitel K6000 Pro (por exemplo).

... Só porque um produto nasceu de uma campanha de crowdfunding bem sucedida, não quer dizer automaticamente que seja uma boa opção.

1 comentário:

  1. É mais um telemóvel para verdadeiros burros... mais uma idiotice que além de caríssima como refere o artigo só vem com a rede GSM que está prestes a ser desligada pelo mundo inteiro nos próximos 5 anos. Em Portugal dizem as notícias que a vontade é de a desligar até ao final de 2017.

    Mas para quem quiser deitar dinheiro para o lixo aí está mais um produto... que pelos vistos nem trabalha sempre.

    ResponderEliminar

[pub]