2017/06/22

Belgas fazem 901km num Tesla Model S


Quem se preocupar com a autonomia dos carros eléctricos vai gostar de saber que já se pode percorrer mais de 900km num Tesla sem necessidade de recarregar.

Tal como acontece nos veículos com motores de combustão, o principal factor para o consumo e autonomia é a forma como se conduz. Depois de no passado já termos visto o Model S P85D a ultrapassar os 720km, desta vez o campeão é um Model S P100D que fez 901km.

O feito foi conseguido por um par de belgas que optou por percorrer esta distância percorrendo um circuito definido na cidade e onde tentaram minimizar todos os potenciais factores que afectariam o consumo (como trânsito, cruzamentos, etc.) Eles estavam conscientes que o ideal seria uma estrada recta sem interrupções - e com vento a empurrar - mas foi o melhor que conseguiram arranjar (e acaba por aproximar-se mais do que seria possível em condições reais).


Um episódio curioso foi serem mandados parar pela polícia, que devido ao "TEST" colocado no vidro pensaram que estariam a testar o modo de condução autónoma, mas que depois de descobrirem que era uma tentativa de bater o recorde de distância percorrida até pediram desculpa e informaram o posto central para que outros polícias não "interferissem".

Curiosamente, o percurso foi realizado à velocidade de 40km/h, uma velocidade superior à de outras tentativas, mas que a dupla disse ser a velocidade mais eficiente, e que nalguns troços permitiu atingir um consumo de apenas 88Wh/km (a média final ficou-se pelos 108Wh/km).

Seguramente as coisas não se ficarão por aqui, pois o próprio Elon Musk já lançou novo desafio, dizendo que com os pneus adequados o P100D deverá ser capaz de superar os 1000km.

Actualização: e não demorou, já fizeram mais de 1000km.



Venha de lá um Model 3 P100D com preço abaixo dos 50 mil euros, e acabam-se de vez as conversas sobre a "ansiedade da autonomia" nos carros eléctricos. :)

11 comentários:

  1. Acaba a ansiedade? Com estes testes irreais? Eu tenho um 2.0 CDTi com média 7.7l/100km mas tb consigo fazer abaixo de 5... A 90 na AE em sexta... Lol

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não são os testes que acabam com a ansiedade... é o facto de, em circunstancias reais, fazeres 500, 600 ou 700km sem problemas.

      Eliminar
    2. Carlos, Lamento mas isto de condições reais não tem absolutamente nada!!! Com estas condiçoes o meu carro com mais de 17 anos faz quase o dobro do da distancia.... Querem mostrar que o carro tem boa autonomia metam-se na estrada e vão ao Porto e voltem com uma média a cima do 100Km/h. Isto são condiçoes reais e uteis para quem quer comprar um carro electrico

      Eliminar
    3. Electrico mas com as condiçoes do Diesel, não quero chegar ao trabalho e meter a carregar, voltar pra casa e meter a carregar, entre outros... Isto é tipo um Fitbit dura 4 dias com 1 carga, o mi band dura 30 dias... 4 dias chega? chega mas está sempre a carga e as vezes quando é preciso, foi-se....

      Eliminar
    4. Experimentem o simulador de alcance que está no site da Tesla. Terá variáveis como velocidade, temperatura exterior, ar condicionado ligado etc.

      Eliminar
  2. Eu carrego o meu leaf todos os dias e nunca fiquei a pé. E ao invés de gastar 7 a 10€ para fazer 100km, gasto 2... Ao fim do mês faz diferença

    ResponderEliminar
  3. Já agora, quem fizer maioritariamente nacional, não deve ter uma média global muito superior a 40 km/h.eu faço 100 km por dia em nacional e a velocidade média do carro está em 49. Do carro da mulher, 70 km dia, está em 48. Os 40 km/h sai mais reais que os 100.

    E sim, eu sei que não andamos na ae a 40km/h, mas que a malta gosta de se desculpar que não serve, com viagens que faz uma vez por ano... De uma forma geral claro, não para ninguém em particular.

    ResponderEliminar
  4. Claro que em circunstâncias reais o carro não fará 900km mas não fará apenas 100km como muitos estão a insinuar. Vão até ao site da Tesla e experimentem o simulador de alcance. Terá variáveis como velocidade, temperatura exterior, ar condicionado ligado etc.

    ResponderEliminar
  5. Sim em termos de consumos não há nada actualmente que bata os carros eléctricos. Mas se agora temos a poluição originada pelos combustiveis fósseis, o que iremos ter com as baterias??? Isso já está resolvido, pq até à data há capacidade para reciclar algumas e outras nem isso dá, mas mais tarde qd houver uma percentagem elevada de baterias obsuletas iremos ter mais um problema de ambiebte e este talvez tão grave o mais que o actual. Mas sim tem de haver progresso e inovação, mas trabalhar tb em soluções que nos permitam preservar o ambiente em todas as suas fazes... desde o início até ao fim de ciclo...

    ResponderEliminar
  6. hum.. por alguns comentários por aqui (que são idênticos aos visíveis noutros sites e fóruns) já vi onde foi gasto boa parte do orçamento de marketing das petrolíferas. Deixem de fazer comparações sem sentido nenhum. não misturem alhos com bugalhos. a o electrico não é um "se". é um "quando". e um quando muito em breve. Se tem problemas? claro que tem. Mas são MUITO menores do que nos ICE. Eu tenho um ICE. mas ja conduzi um electrico, do "foleiros", e só ai percebi. por isso, metam as mão num e depois falamos

    ResponderEliminar

[pub]