2017/09/12

Fabricantes automóveis começam a vender "promessas" dos carros autónomos


Não é segredo que os carros actuais são verdadeiros computadores sobre rodas, e isso será ainda mais notório à medida que vão ganhando funções e inteligência - infelizmente, isso faz também com que os fabricantes comecem a cometer os erros que muitas empresas de software, vendendo produtos inacabados com a promessa de que tudo ficará resolvido com actualizações futuras.

A GM diz que já está pronta para começar a vender uma nova versão do Bolt, que terá todo o hardware necessário para fazer condução 100% autónoma; o problema é que nem sequer se compromete a avançar com uma data em que essa funcionalidade será eventualmente activada. E na verdade o mesmo acontece com a Tesla, que também aplicou sensores e câmaras extra em todos os veículos com promessa idêntica - promessa que continua por cumprir (Elon Musk tinha dito que antes do final deste ano se iria ver um Tesla a atravessar os EUA de uma ponta à outra sem que qualquer ajuda de um condutor humano).

É uma situação que se aproxima muito da que temos visto nos jogos de computador, em que até grandes produções são lançadas repletas de bugs e/ou incompletas... com a desculpa que isso depois será resolvido por meio de actualizações e disponibilização de conteúdos adicionais.

Mesmo sabendo-se que hoje em dia, qualquer sistema necessitará quase garantidamente de actualizações regulares (nem que seja por motivos de segurança), penso que será muito mau começarmos a comprar veículos que são lançados incompletos e com promessas idênticas de que, eventualmente, até poderão fazer tudo aquilo pelo qual se pagou... Pode é acontecer que essas actualizações acabem por nem chegar antes de se ter trocado de carro...

... Felizmente, se assumirmos uma evolução no sentido das plataformas de carros partilhados, não teremos que nos preocupar com isso... apenas com o serviço que prestar o melhor serviço para nos levar até onde queremos ir - e eles que se preocupem com isso das actualizações e funcionalidades.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]