2017/10/02

Galaxy Note 8 com fluidez mais próxima dos Pixel


Os smartphones muito têm evoluído nos últimos anos, mas nem sempre essas melhorias se tornam "visíveis" para os utilizadores. Felizmente, no caso do Galaxy Note 8, a Samsung parece ter aprendido a lição.

Os mais recentes smartphones topo de gama vêm com CPU octa-core a mais de 2GHz, 6GB de RAM (ou até mais), e memórias flash capazes de transferir mais de 500MB por segundo. No entanto, abra-se uma app ou faça-se um scroll e não é incomum notarem-se alguns "engasganços". Isso é algo que até no Galaxy Note 7 se fazia notar... mas que felizmente sofreu uma evolução apreciável no Note 8.

Em testes realizados pelo XDA para determinar o nível de micropausas que podem afectar a percepção de um desempenho fluido, o Note 8 conseguiu resultados melhores que o de smartphones como o OnePlus 5... mas ficando atrás do Pixel de referência, que demonstra que ainda há trabalho a fazer.


Num teste tão simples quanto o de fazer três scrolls na Play Store, o Pixel da Google conseguiu reagir aos movimentos sem nunca perder os 60fps; mas tanto no OnePlus 5 como no Note 8, por três momentos o equipamento foi incapaz de manter esse framerate (e por períodos mais prolongados no OnePlus 5).

Este teste revela bem que o problema não se deve ao hardware, mas sim à conjugação so software e hardware e as opções que se escolhem. No Pixel, após o toque no touchscreen o dispositivo mantém uma velocidade do CPU elevada, podendo reagir aos gestos que se seguiram; no OnePlus 5 temos um sistema muito mais agressivo que reduz a velocidade do CPU drasticamente (para poupar bateria, sem dúvida)... mas que depois origina esses "saltos" no interface; e no Galaxy Note 8, temos um sistema que fica entre ambos... ainda sofrendo algumas hesitações, mas de forma menos notória que no OnePlus 5 (fiquei surpreendido por este "fraco" resultado no OnePlus 5, que até faz overclock durante o processo de carregar as apps - imaginava que também fosse mais amigo da fluidez, mesmo à custa de algum consumo extra de bateria...)

Seja como for, o resultado indica que a Samsung está no bom caminho... talvez para o próximo ano nos possa trazer um Galaxy S9 e Note 9 em versões com Android One... e então já ficava o assunto arrumado. ;)

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]