2017/11/22

Xiaomi cria programa de trocas de smartphones


Há muito que é previsível que as marcas comecem a apostar em serviços que permitam ir trocando de smartphone pelos novos modelos de ano a ano, e também a Xiaomi entre nesse campo com um programa de trocas de smartphones... na Índia.

Com o hardware dos smartphones a ter chegado a um patamar em que um smartphone de gama média ou superior se pode manter por três ou mais anos sem grandes problemas, os fabricantes precisam de encontrar novas formas de incentivar a compra dos novos modelos lançados a cada ano. Uma das formas como isso pode ser feito é facilitando o processo de troca de smartphones, como pretende fazer este programa de tocas da Xiaomi.

O programa, feito em parceria com a empresa Cashify, vai avaliar os smartphones que os clientes levem às loja Mi ou enviem por correio, para saberem qual o valor que lhes será atribuído e que poderá ser abatido na compra de um novo modelo.


Nestes sistemas de trocas não é de esperar grandes milagres. Uma simulação para um Redmi Note 4 em bom estado, com um ano de utilização, resulta em 66 euros de retoma; valor interessante face ao custo de aquisição deste terminal (cerca de 140 euros) para quem não se quiser chatear com o processo de vender o smartphone.

Não é ainda um formato tão radical quanto pagar uma mensalidade e ter direito a ter um smartphone actualizado automaticamente a cada ano, mas é um formato que será mais facilmente compreendido pela maioria das pessoas: entrega o velho, recebe X para abater na compra do novo. Simples e sem confusões.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]