2017/12/06

Mercedes desmontou Tesla Model X alugado


A prática de "dissecar" carros da concorrência para aprender com os seus segredos e detalhes é comum entre os fabricantes automóveis, mas desta vez a Daimler / Mercedes preferiu poupar uns euros e fazê-lo num Tesla Model X alugado, com resultados desastrosos.

A Daimler alugou um Tesla Model X num balcão da Sixt na Alemanha, modelo incomum para aluguer - e que na verdade era subalugado a um casal alemão que tem três Tesla e os aluga para eventos como casamentos. Mas desta vez, para além de ser um aluguer por período bastante extenso (7 semanas), a maior surpresa foi o carro ter sido recebido em péssimas condições como se tivesse sido "completamente desmontado e sido (mal) montado novamente..."

As suspeitas começaram desde cedo, pois poucos dias depois do início de aluguer, os donos do Model X receberam uma notificação de que o seu automóvel estava a ser recarregado perto de Barcelona - fora da área em que o aluguer permitira - e a partir daí, controlando a sua localização remotamente, comprovaram que o mesmo passou vários dias em pistas de testes, em Espanha e na Alemanha - também proibido pelo contrato de aluguer - onde foi sujeito a testes abusivos de todos os tipos. Como se isso não bastasse, no final, quando o automóvel lhes foi entregue em estado lastimável, encontraram no porta-luvas um papel do Mercedes-Benz Technology Center em Sindelfingen a dizer que o mesmo teria sido "mal estacionado" nessas instalações.

A Sixt ofereceu um valor de 17600 euros aos donos do Tesla para as despesas de reparação do veículo, conforme avaliadas por um mediador, mas o casal diz que o valor necessário, tendo em conta as reparações necessárias, perda de facturação durante a reparação, e uma multa diária de 1000 euros pelo uso indevido em pistas de testes (uma violação do contrato), será de 99 mil euros. Valor que no entanto têm poucas esperanças de vir a receber, pois consideram que tanto a dimensão da Sixt como a Daimler / Mercedes facilmente os "afundaria" caso tivessem que recorrer aos tribunais.

Muito provavelmente, aquilo que esperam é que Elon Musk fique a par deste caso e se ofereça para lhes arranjar o Model X gratuitamente, e no processo deixando ficar ainda pior a imagem da Daimler / Mercedes, por recorrerem a este tipo de táctica - que seria desnecessária para empresas desta dimensão. Custaria assim tanto comprarem um Model X para o desfazerem por completo? Só de pensar no que irão pagar em campanhas publicitárias para tentar minimizar o impacto deste episódio, seguramente teria ficado bem mais barato comprar vários Tesla.

8 comentários:

  1. Não concordo com estas atitudes, claro, mas se a mercedes fez isto é porque lhes compensa o risco.
    Em relação ao dinheiro que vão gastar para tentar minimizar este episódio, calculo que seja próximo de zero, até porque ninguém deixa de comprar um carro de uma determinada marca só porque essa marca desmantelou um Tesla e o devolveu em mau estado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A questão é que lhes tinha ficado mais barato comprar um e faziam-lhe o que quisessem.

      Eliminar
  2. Tendo em conta que clientes da Tesla estão na mesma faixa de renda de clientes da Mercedes, é legítimo pensar que estes questionem o estatuto da marca alemã, que além de demonstrar (justificado) receio da marca americana ainda é forreta o bastante para sequer comprar um veículo para testes. 😄

    ResponderEliminar
  3. The best or nothing é o slogan da Mercedes mas devia ser The best or nothing at the best and the worst. A Sixt também podia ganhar vergonha, se o carro fosse deles de certeza que não iam pedir essa indemnização miserável.

    ResponderEliminar
  4. Desde que soube que a Mercedes vende carros com motores da Renault (e no caso das carrinhas comerciais, até a carroçaria, chassis e tudo!) já pouco me espanta o que possa vir dali...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E ainda por cima são esses Mercedes com motor Renault que dão menos problemas ahahah

      Eliminar
  5. isto é ridiculo no minimo compravam um tesla e faziam o que queriam agora estragar o que custou aos outros comprar para nao gastar guita.

    ResponderEliminar
  6. Já tinha lido esta notícia num outro site americano em que diz que isto de alugar carros da concorrência para os desmantelarem é uma prática comum.
    Quer-me parecer que isto seja uma manobra para evitar eventuais processos judiciais, afinal qualquer (grande) fabricante tem poder monetário para adquirir qualquer carro da concorrência.

    ResponderEliminar

[pub]