2018/02/11

Roubo de jantes deixa carros "apeados"


Estamos em época má para quem tiver um carro equipado com jantes especiais e que o tenha que deixar estacionado na rua. O número de roubos de jantes tem disparado em flecha na área do Porto, havendo uma média de 59 por dia, que resultam em carros deixados em cima de tijolos ou mesmo no chão.

A maioria das pessoas que aprecia automóveis faz questão de ter o seu carro equipado com umas jantes "bonitas"; mas neste caso isso acaba por ser contraproducente e torná-lo um alvo ainda mais apetecível para estes gangs que se têm especializado no furto de jantes e que conseguem fazer o trabalho numa questão de minutos, ao estilo das paragens de alta-velocidade nas trocas de pneus da Formula 1.

Pensa-se que em muitos casos estes furtos até já são feitos "por encomenda"; pelo que, para além da enorme frustração de chegarem ao automóvel e verem-no no chão, sem rodas, arriscam-se a não conseguir evitar outras sensações não muito melhores, sempre que passarem por um outro veículo que tenha umas jantes exactamente iguais às que tinham.

Claro que a paranóia e não ter forma de comprovar que as jantes eram mesmo vossas não ajudará; mas, não custará tentar arranjar formas de dificultar a vida aos ladrões...


Já que a utilização de alarmes com lança-chamas não deverá ser legal no nosso país, talvez recorrer a alarmes que possam sinalizar o dono assim que for detectado algum movimento na viatura.

9 comentários:

  1. lol
    aqui na rua do sobe e desce, porta nao tem, numero caiu esta um carro com grandas jantes se alguem quiser hahahahaha
    no porto qualquer dia é so carros com jantes de ferro.

    ResponderEliminar
  2. Isso dos lancha chamas não foi solução, pq os ladroes passaram simplesmente aproximar ao carro e disparar à queima roupa o condutor e levar o carro, quer q tenha lança chamas ou não.

    ResponderEliminar
  3. Que tristeza... Ao que isto está a chegar... :(

    ResponderEliminar
  4. É marcar a matrícula do carro no metal da jante, sei lá...

    ResponderEliminar
  5. Histórias de Angola ...
    Um furo, sem roda suplente, macaco, tirar a roda, pedir boleia para uma oficina.
    À volta - carro assente num cepo e um papel no vidro: "O macaco foi às bananas" :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Levaram as rodas para "tirar as medidas" à roda que faltava :-)

      Eliminar
  6. Mas será possível que ainda não tenham ouvido falar de pernos anti-furto?! Para carros caros ou frequentadores de zonas "problemáticas" são quase obrigatórios.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. https://www.youtube.com/watch?v=iAxws_ozXpk
      Esses pernos nem sempre resolvem ....

      Eliminar

[pub]