2016/02/05

Xiaomi Yeelight a €42 na Europa


A gama de produtos da Xiaomi é infindável e lá pelo meio encontramos também uns simpáticos candeeiros LED que podem adoptar qualquer cor que se deseje: o Xiaomi Yeelight.

Hoje em dia são cada vez mais as ofertas a nível de iluminação inteligente, mas as opções dividem-se entre escolher algo de uma marca reconhecida (como a Philips e o seu sistema Hue) ou apostar numa marca desconhecida que poderá desaparecer a qualquer momento e deixar-nos sem acesso às suas apps e inutilizar a utilização das funcionalidades avançadas das suas lâmpadas. É algo que não acontecerá com a Xiaomi, que se vai assumindo como uma das maiores marcas da China (e resto do mundo), e daí a confiança depositada nestas Yeelight da Xiaomi.


Com o formato de um mini-candeeiro cilíndrico que ficará bem em qualquer lugar: mesa de cabeceira, quarto das crianças, ou até espelhada pela sala de estar (incluindo a sua utilização num estilo mini-ambilight perto do televisor), a Yeelight pode ser controlada com simples toques na sua superfície superior, incluindo o ajuste da intensidade e também da cor pretendida. Para quem não se quiser levantar, tem também a opção de a poder controlar remotamente usando uma app no smartphone.

A Xiaomi Yeelight está disponível por 42 euros no armazém europeu da Gearbest, e conta com diversas funções como o desligar gradual temporizado, acender à hora programada, etc.

6 comentários:

  1. Só para informar que os produtos da Gearbest mesmo que venham da Europa param na Alfandega. Acabou de me acontecer e a justificação dada foi a de que o produto tinha origem na China.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não... é a lotaria do costume. Compro regularmente muitos gadgets lá, e daqueles que compro no armazém europeu são muito poucos os que páram na alfandega. (Acontece, mas é a "excepção" e não a regra.)

      Temos na mailing list muitos casos disso, e onde por vezes até compras na Europa (de qualquer outra loja) têm sido seleccionadas para "verificação postal".

      Eliminar
    2. Já aconteceu-me o mesmo, mas como o Nuno José disse, é porque os produtos são expedidos da China e quando chegam ao armazém Europeu, são redireccionados para Portugal ainda com o selo chinês. A encomenda acaba por ter dois selos, chinês e um europeu, e obviamente os senhores da alfândega não são parvos...

      Eliminar
    3. Pois também julgo que foi isso que me aconteceu. Mandei vir recentemente um smartphone do armazém europeu e já devia ter chegado mas ainda não chegou. No entanto, não recebi nenhum notificação de que ficou na alfandega. Como é que normalmente se processam estas situações?

      Eliminar
    4. Já agora, nesses gagdets que compramos em armazém europeu, mas que param na alfandega, temos que pagar alguma coisa? Ou é só "verificação"?

      Eliminar
  2. Se for um valor superior a 40€ tem de se pagar cerca de 30% do valor do produto, isto se for por correio normal, se for por DHL, é o que eles se lembrarem.

    ResponderEliminar

[pub]