2016/06/09

Android ganha opção de destruição remota de equipamentos roubados

O Android Device Manager já nos permite localizar, bloquear e até apagar remotamente um equipamento Android, mas em breve teremos uma opção ainda mais drástica que irá inutilizar o aparelho com o objectivo de desincentivar o roubo dos mesmos.


O Device Manager do Android tem vindo a ser melhorado com funcionalidades importantes, sendo nesta altura uma ferramenta indispensável para a segurança dos Android, ao mesmo tempo passando a oferecer de origem aquilo que tradicionalmente obrigava a utilizar apps extra.

A possibilidade de localizar um equipamento é sempre útil, e a função de o fazer tocar dá sempre jeito para aquelas alturas em que sabemos que ele está em casa, mas não conseguimos dar com ele. Já o apagar remoto é uma solução de recurso para os casos em que o mesmo foi roubado e queremos evitar o potencial roubo de dados. Mas nos casos de furto pode haver necessidade de tomar medidas mais extremas, e a Google prepara uma opção "nuclear" que irá inutilizar permanentemente o equipamento.

Enquanto que a actual opção de apagar um dispositivo perdido/roubado apaga os dados mas deixa o equipamento funcional, esta nova opção é um verdadeiro processo de "auto-destruição" que permite apagar completamente toda a memória do dispositivo, incluindo o bootloader e recovery - ou seja, "brickando" completamente o aparelho e fazendo com que qualquer processo de recuperação seja muito mais complicado.

Claro que com esta opção surgem também as óbvias preocupações de abuso do sistema, não deixando de se temer o risco de um qualquer atacante que obtenha acesso às contas Google de algumas vítimas, se divirta a destruir os seus smartphones.


... Só falta saber se a activação deste modo de auto-destruição será acompanhado pela música da Missão Impossível e fumo a sair do aparelho... :)

1 comentário:

  1. Ideia engraçada, mas o mais certo é o gatuno fazer logo um hard reset

    ResponderEliminar

[pub]