2016/08/15

Worten Espanha multada em 10 mil euros por vender disco com dados dos funcionários


Há discos que podem valer o seu peso em ouro, mas não para quem o vende. A Worten Espanha foi multada em 10 mil euros, por ter vendido um disco com dados pessoais de todos os seus funcionários.

O início do caso remonta a 2013, quando um cliente comprou um disco que pensava ser novo, mas que veio a descobrir que não só já era usado, como continha um alargado conjunto de dados pessoais e profissionais dos empregados da loja Worten em Sevilha.

Ora, aquilo que para uns poderia ter resultado apenas numa formatação do disco ou reclamação informal ao balcão, em Espanha deu origem a uma queixa na Facua (equivalente à nossa Deco) que a redireccionou para a AEPD - a agência de protecção de dados espanhola. Demonstrado que não é so por cá que a justiça é lenta, também em Espanha a decisão tardou a surgir: uma multa de 10 mil euros; que caricatamente chega numa altura em que a loja da Worten em questão já foi encerrada.

Independentemente de se achar se o valor é adequado ou não (parece-me irrisório para uma empresa que movimentará milhões), sempre será melhor que nada - mas bem que o caso mereceria outra multa, por estarem a vender um produto usado como sendo novo. Esperemos que no caso do SSD que falamos recentemente não venha a acontecer algo idêntico. ;P

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]