2016/09/23

AT&T espera que o streaming seja o canal principal de TV em 2020


Há muito que dizemos que faz cada vez menos sentido pendurar a "internet" num serviço de fornecimento de TV, e agora é a própria AT&T que também o diz, referindo que em 2020 o streaming será a sua principal plataforma de televisão.

Em vez dos operadores nos obrigarem a subscrever um serviço de TV para se ter acesso à internet, o que deveriam fazer era precisamente o contrário: disponibilizarem o serviço de internet e, em opção, adicionar o serviço de TV. É que são cada vez mais os operadores que disponibilizam os seus canais via streaming, usando as suas próprias apps (como por cá também acontece), e há um número crescente de pessoas que vai tirando partido da comodidade acrescida de poder ver TV no dispositivo que quiser, quer seja no televisor, ou computador, ou tablet, ou smartphone, ou até no smartwatch (poderá servir para "desenrascar" numa qualquer situação mais específica).

Para a AT&T esta transição é algo que não vai demorar muito, e estima que o streaming já se assumirá como plataforma principal de distribuição de TV em 2020.

Imagino que por essa altura também os nossos operadores já tenham feito grandes mudanças nas suas ofertas. Afinal, já vemos alguns operadores a começarem a dar a prioridade à internet e a tratar a TV como "extra", enquanto outros nos vão aliciando com velocidades de 1Gbps a preços altamente tentadores que tornam irrelevante estar a fazer streaming de múltiplos canais mesmo que seja em resoluções Ultra HD 4K.

Em suma. a televisão não vai morrer, vai apenas... mudar de canal.

1 comentário:

  1. Um exemplo do que poderia ser um sucesso: a Sport Tv disponibilizar um serviço de streaming independente, para quem tem apenas net. Hoje para se ter Sport Televisão há que obrigatoriamente estar vinculado à um pacote de televisão de um dos operadores.

    ResponderEliminar

[pub]