2016/09/13

Samsung vai limitar bateria dos Galaxy Note 7 a 60%


A Samsung já assumiu o problema nas baterias dos Galaxy Note 7 e está a proceder à sua recolha, mas agora tem que lidar com a situação de nem todas as pessoas estarem a devolver os Galaxy Note 7, e opta por uma medida de recurso para evitar mais incidentes: limitar o carregamento da bateria a 60%.

Depois dos relatos de que a Samsung se estaria a preparar para desactivar remotamente todos os Galaxy Note 7, parece que a opção será menos polémica, disponibilizando uma actualização que irá limitar o carregamento da bateria a um máximo de 60% por forma a evitar sobreaquecimento e as potenciais explosões.

Não deixará de ser uma opção menos dramática do que desactivar completamente os dispositivos, mas fica a questão de como irá a Samsung garantir que esta actualização chegará a todos os dispositivos. Mesmo no caso de se tratar de uma actualização "obrigatória" que seja feito sem que os utilizadores tenham voto na matéria, continuará a haver a possibilidade de haver utilizadores que usam os seus dispositivos de modo completamente offline e que não irão fazer esta actualização.

É uma situação estranha, pois os utilizadores nada têm a perder, sendo a troca do smartphone feita sem qualquer custo (e nalguns casos até com direito a um pequeno bónus pelo inómodo). De qualquer forma, demonstra bem as dificuldades de ordem prática de lidar com este tipo de coisa, e onde nem todos parecem querer cooperar, mesmo quando é para seu próprio benefício.

Fica ainda a referência de que os Galaxy Note 7 corrigidos virão com um S azul na etiqueta para os diferenciar dos modelos "explosivos".

1 comentário:

  1. Afinal mesmo até aos 60% serão "suficientes"? http://buff.ly/2c6zVOG

    ResponderEliminar

[pub]