2016/09/01

Siri vai controlar apps (e torná-las obsoletas?)

Com o iOS 10, que deverá ser disponibilizado nos próximos dias, chega a capacidade da Siri interagir com as apps - e com isso poderemos estar a entrar numa nova fase onde as apps perderão parte do protagonismo que têm tido até ao momento.

A Siri mereceu honras de grande lançamento por altura do iPhone 4S, prometendo revolucionar o mundo e deixá-lo à distância de um pedido falado, mas desde o seu lançamento que não tem tido grandes evoluções... e demonstrando cada vez mais as suas limitações. Com o iOS 10 a Apple permite finalmente a integração da Siri com outras apps, o que de certa forma poderá ser equiparado à criação da App Store (é preciso não esquecer que o iPhone original apenas disponibilizava as apps pré-instaladas criadas pela Apple.)

Quer isto dizer que passará a ser possível dizer coisas como "manda uma mensagem para a pessoa X usando o LinkedIn/WhatApp/etc", ou pesquisar por fotos em apps específicas, ou até fazer pagamentos com um simples comando de voz - e isto será apenas a primeira fase de um conjunto de acções que certamente se expandirá de forma bastante rápida.

Mas possivelmente a parte mais curiosa, é que tudo isto passará a ser feito mediante a apresentação de "cartões informativos" que são apresentados pela Siri, evitando que se tenha que aceder à app em questão. O efeito a médio/longo prazo desta medida poderá fazer com que algumas apps passem a ser completamente dispensáveis - ao ponto de, eventualmente, bastar que disponibilizem uma API de acesso aos seus serviços, sendo tudo o resto tratado pelo assistente digital (neste caso a Siri, mas que poderia muito bem ser o assistente da Google, ou a Cortana da Microsoft, ou a Alexa da Amazon, etc.)

Vai ser interessante espreitar o impacto que esta aposta nos assistentes digitais - que de certa forma também se pode relacionar com os bots nos serviços de chat - terá nas apps daqui por mais alguns anos.

1 comentário:

  1. Aí vem uma nova era em que os displays podem ser reduzidos! Como há uns anos atrás, quanto mais pequenos, melhor!

    ResponderEliminar

[pub]