2016/10/26

AT&T está a espiar clientes há décadas e a cobrar por isso


Que vos parece se o vosso operador de telecomunicações usasse os dados que recolhe sobre vocês e todos os restantes clientes para criar relatórios detalhados que vende às autoridades a peso de ouro? É isso que a AT&T está a fazer, e a fazer todos os possíveis por manter em segredo.

Os operadores de telecomunicações são muitas vezes pintados como sendo o mau exemplo do mundo corporativo e do abuso de poder sobre os seus clientes... e infelizmente vamos conhecendo casos que não só comprovam isso como elevam o nível desse abuso para níveis que nem se imaginava.

Que os operadores têm acesso a dados altamente valiosos sobre todos nós, isso já todos sabemos. Não só sabem quem nos telefone e para quem nós telefonamos, como sabem também por onde andamos. São dados que legalmente têm que guardar durante determinado tempo, e que são obrigados a fornecer às autoridades no caso de haver ordem dos tribunais para isso - mas ainda assim, tirando esses aspectos, esperava-se que fossem dados que se mantivessem confidenciais e protegidos. Mas não é esse o caso na AT&T, que é somente o maior operador de telecomunicações nos EUA.

A AT&T tem um projecto secreto chamado Hemisphere, em que basicamente faz a análise de todos os dados recolhidos dos seus clientes, precisamente ao mesmo estilo do que a NSA faz. Análises essas que são disponibilizadas às autoridades sem necessidade de qualquer ordem dos tribunais, desde que paguem por isso... e bem. Nalguns departamentos de polícia a conta do acesso a estes dados chega a ser de um milhão de dólares por ano; valor que também demonstra a apetência dessas entidades por estes dados, uma vez que são valores que têm aumentado a ritmo elevado nos últimos anos.

Não menos preocupante é o facto da AT&T fazer todos os possíveis por manter este seu "projecto" escondido do olhar do público; obrigando contratualmente as autoridades a não referirem a origem dos dados, e "obrigando-os" a que criem investigações paralelas que possam ser usadas para justificar como é que chegaram aos suspeitos/acusados!


No caso de empresas como a Google ou Facebook, já sabemos que eles sabem mil e uma coisas sobre nós, mas pelo menos disponibilizam os seus serviços gratuitamente. Neste caso da AT&T, têm clientes que estão a pagar para que eles os espiem, e depois recebem novamente para vender esses dados às autoridades. É verdadeiramente um "negócio da China"... vamos lá ver é se, ao se arrastar este projecto para a luz do dia (algo que a AT&T continua a tentar desmentir), não se arriscarão a ter que pagar uma multa "bilionárias" e passar a ter um maior controlo sobre o (ab)uso que fazem dos dados dos seus clientes.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]