2016/10/20

Nintendo revela a Nintendo Switch (NX)


Depois de muito mistério sobre a "NX", a Nintendo dá finalmente a conhecer a sua nova consola que terá o nome oficial de Nintendo Switch e onde se confirma a já esperada aposta na versatilidade para se jogar em casa ou na rua.

A Nintendo perdeu a excelente oportunidade que teve com a Wii U, lançando num momento em que não tinha concorrência (a Xbox One e PS4 só chegariam muito mais tarde) devido a problemas que demoraram imenso tempo a serem corrigidos. Ao mesmo tempo, a suposta inovação de ter um controlador com ecrã raras vezes foi aproveitada pelos developers - que também depressa demonstraram não estar muito interessados em suportar a plataforma (o que não invalida que continue a ter jogos fantásticos e que não se podem encontrar nas outras consolas.)

A "NX" - leia-se: Nintendo Switch - torna-se por isso numa peça fundamental que irá ditar se a Nintendo continuará a ter futuro no hardware, ou se será relegada apenas para o campo do software (como já aconteceu com empresas como a SEGA e Atari).


A Nintendo Switch vem combinar o conceito de consola doméstica e consola portátil numa só. A peça essencial é um "tablet" em que podemos encaixar uns gamepads (Joy-Con) nas extremidades transformando-o numa consola portátil que se poderá levar para qualquer lado; mas quando chegamos a casa podemos encaixar o tablet numa base e transformá-lo numa consola "fixa", exibindo os jogos no televisor e com os Joy-Con a poderem ser usados como gamepad remoto - podendo até serem ambos utilizados em separado, por jogadores diferentes.

É um conceito engraçado e que combina as vantagens da 3DS com a de uma consola tradicional, e ao mesmo tempo se livra da complexidade acrescida da Wii U, de ter que gerir um ecrã secundário no controlador - algo que deverá facilitar o processo dos developers trazerem os seus jogos para este consola. Por outro lado esta opção de usar um tablet como consola principal demonstra que a Nintendo não se vai aventurar na corrida pela maior potência gráfica onde a Microsoft e Sony se têm debatido (agora a caminho do Ultra HD 4K), nem tão pouco permite ver as suas intenções quanto à potencial aposta para o VR...

A Nintendo Switch chegará ao mercado em Março de 2017, e só dependerá de ter um preço atractivo para se poder tornar num sucesso (considerando que não terá nenhum hardware "de topo", é de esperar que o preço possa ser altamente competitivo.)


Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]