2016/11/06

Investigadores sugerem maiores restrições no acesso ao microfone do smartphone para limitar tracking ultrasónico


Tanto o Android como o iOS já limitam o acesso das apps ao microfone, a não ser que o utilizador o permita; mas isso poderá não ser suficiente para evitar os casos dos sistemas de tracking que utilizam ultra-sons.

O tracking ultra-sónico utiliza o microfone dos smartphones para estar permanentemente à escuta e à procura de sinais inaudíveis (ultra-sons) que podem estar inseridos em músicas emitidas por estações de rádio, em canais de TV, ou na música ambiente de estabelecimentos comerciais. E isto é possível porque, a partir do momento que os utilizadores permitem que uma app aceda ao microfone, a app tem acesso total a este componente, podendo escutar não só as frequências que se poderiam ouvir, como também as que não se podem ouvir.

Investigadores de segurança sugerem que deveriam haver permissões diferenciadas para o acesso ao microfone, sendo que a modalidade mais básica, e que seria suficientemente para 99% dos casos, só deveria dar acesso a dados já pré-processados e filtrados do microfone, que contivessem apenas as frequências audíveis - sendo que para ter acesso total aos dados do microfone, incluindo as frequências ultra-sónicas, seria necessário pedir permissões adicionais que já indicariam ao utilizador que a app poderia ter segundas intenções quanto ao uso que iria dar ao microfone.

Se por um lado a ideia pode parecer boa, por outro lado penso que é uma solução trabalhosa demais e que não teria qualquer impacto prático, pois rapidamente estes sistemas de tracking arranjariam forma de esconder os seus sons de tracking dentro das frequências audíveis (poderia assemelhar-se a pequenas interferências quase imperceptíveis para os ouvidos humanos) e assim contornado o problema. De qualquer forma não deixa de ser curioso que, para além de actualmente já vermos a recomendação de se tapar a câmara nos computadores, no futuro se chegasse ao ponto de ter que arranjar um "tapa-microfones" para garantir que os nossos smartphones não nos estão a espiar continuamente...

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]