2016/12/03

Diamantes usados para criar baterias nucleares que duram milénios


Há muito que se aguarda ansiosamente por alguma revolução no campo das baterias, e agora investigadores parecem ter encontrado forma de usar diamantes e resíduos radioactivos para criar baterias com longevidades ultra-longas.

Falar em radioactividade é meio-caminho andado para que ninguém quisesse considerar uma destas baterias, mas neste caso trata-se de um verdadeiro 2-em-1 pois a táctica é transformar os indesejados resíduos radioactivos em fontes de produção de energia... com a ajuda de diamantes artificiais.

Os diamantes artificiais produzem electricidade quando expostos a radiação, e quando se cria um diamante que englobe pequenas partículas radioactivas, ficamos com uma verdadeira bateria nuclear capaz de durar milhares de anos, sendo que ao mesmo tempo o diamante pode bloquear completamente a radiação indesejada.

A complexidade e custo de criação destas baterias não significa que andaremos em breve com smartphones que nunca precisem de ser recarregados, mas abre novas possibilidades para dispositivos onde a questão do custo seja secundária face a outros critérios: por exemplo, para aplicação em satélites ou sondas espaciais, ou até mesmo em pacemakers.

... Fico a aguardar pela versão que dê para aplicar aos smartphones! :)


Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]