2016/12/16

Evernote queria ler os apontamentos dos utilizadores - mas já não o vai fazer


O popular serviço de registo de apontamentos (e não só) Evernote lançou o pânico com uma alteração nas suas políticas de privacidade que dariam a alguns funcionários a capacidade de lerem os conteúdos dos utilizadores; mas a reacção dos mesmos já levou a empresa a alterar os seus planos.

Segundo as novas políticas, a partir do dia 23 de Janeiro de 2017, seria dado ao Evernote o direito de permitir a leitura dos dados dos clientes a alguns funcionários. A justificação era a de que tal poderia ser necessário para efeitos de afinação do seu sistema de "machine learning".

Para quem já confia os seus dados a um serviço na cloud que os sincroniza por diversos equipamentos, a diferença não deveria ser muita; mas a perspectiva de que se poderia ter alguém - humano - a ler os conteúdos que se guardam no Evernote, foi suficiente para gerar uma imediata onda de contestação com muitas ameaças de que deixariam de utilizar o serviço devido a esta invasão de privacidade.

O Evernote não quis antagonizar estes utilizadores preocupados e arriscar a que o incidente se tornasse numa "tempestade" que manchasse a reputação do seu serviço, e por isso recuou nesta posição. O serviço já não irá deixar que alguns funcionários possam ler os documentos dos utilizadores.. a não ser que estes dêem o seu consentimento expresso; coisa que o serviço convida os utilizadores a fazerem como forma de demonstrarem a sua confiança no serviço e permitirem que o mesmo possa ser melhorado.

A conclusão que se pode tirar é que a maioria das pessoas não fica incomodada quando tem uma "máquina" a aceder e processar toda a sua informação, mas que tudo muda de figura quando isso é feito por outro ser humano.

1 comentário:

  1. Boa noite a questão é que a maquina a partida se não tiver instruções maliciosas não vai fazer nada com as tuas notas como pins e outras informaações relevantes, mas um ser Humano pode muito bem fazer, essa é a grande diferença.

    Eu uso Evernote mas vou deixar de usar desconfio sempre destes avanços ne recuos .

    ResponderEliminar

[pub]