2017/01/10

Tango da Google "aumenta" as visitas nos museus

O Project Tango da Google condensou uma quantidade incrível de tecnologia num formato compacto e portátil, mas não tem sido fácil encontrar aplicações que demonstrem o seu valor para o público em geral. Talvez as coisas comecem a mudar, começando pelo público que decidir visitar o Detroit Institute of Arts, como nos conta o nosso Luis Costa.


A Google já tinha avançado com esta possibilidade na página do projecto Tango, e neste momento já é possível utilizar a realidade aumentada para visitar um museu nos EUA.

O Detroit Institute of Arts criou o Lumin, uma visita virtual que utiliza a tecnologia Tango para fornecer conteúdos de realidade aumentada, enriquecendo a experiência de quem assim entender. Para isso, basta solicitar um Lenovo Phab 2 Pro na entrada do museu, passando assim a aceder a alguns conteúdos exclusivos.


- Ver em raios-X o interior de um sarcófago



- Visitar, à escala real o portão de Ishtar, na antiga Babilónia.



- Ver como uma pintura seria no seu estado original, há milhares de anos


As possibilidades são imensas, espera-se agora que as instituições se empenhem no desenvolvimento de conteúdos que voltem a chamar as pessoas para as visitar.


Por: Luis Costa

1 comentário:

  1. Lembro-me de ir à uns anos ao palácio da Ajuda e pensar "isto com RA é que ficava giro". Podiam gravar com actores cenas para dar cor a todo aquele "palco".

    ResponderEliminar

[pub]