2017/03/26

Pele artificial com células solares pode revolucionar próteses inteligentes


Se acham chato ficar sem bateria no smartphone a meio do dia, imaginem só o que seria se isso representasse um braço ou uma mão. No entanto, investigadores avançam com uma proposta revolucionária: uma pele artificial que não só pode "sentir", como também pode gerar energia para o seu funcionamento usando células solares.

Esta pele artificial em grafeno tem uma sensibilidade muito superior à nossa, e permite criar toda uma nova geração de próteses inteligentes com capacidade de sentir tudo o que lhe toque. Mas, não menos important, é que esta pele pode ter integrada células solares debaixo do grafeno, que garante que as mesmas irão captar 98% da luz disponível, e servir para alimentar todo o sistema sem necessidade de fontes de energia adicionais (desde que haja Sol ou luz, claro).

Uma vez que o sistema dispensa a utilização de baterias, estas próteses robóticas acabam por ficar bastante mais económicas que as próteses robotizadas convencionais. O preço de uma prótese destas poderá ficar-se pelos $350 em custo de produção, face às dezenas de milhares de dólares das convencionais.

Esperemos que o projecto rapidamente chegue à fase de comercialização e ajude a melhorar a vida a todos os que precisem desta tecnologia. Mas depois de estarem todos servidos, que tal aplicar esta pele artificial aos smartphones e tablets, para ver se também eles conseguem libertar-se das baterias e viver exclusivamente à custa da energia solar? :)


Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]