2017/04/23

Protótipo da Renault mostra-nos a F1 do futuro


A ideia de que os carros de F1 deverão adoptar cockpits fechados para maior segurança dos pilotos tem sido abordada nos últimos anos, e agora também a Renault abraça a ideia com o espectacular RS 2027 F1.

Como sempre, antes de algo se tornar real é preciso que alguém sonhe com isso e o idealize, e no RS 2027 F1 a Renault não poupou ideias que muito gostaríamos de ver implementadas na realidade: como um cockpit fechado mas transparente, elementos aerodinâmicos móveis, e iluminação LED espalhada por todo o veículo.




O cockpit transparente não só permitiria aos espectadores ter uma melhor visão do piloto dentro do seu carro, como também permitiria aos pilotos ter uma melhor noção de tudo o que se passa em seu redor, sem receio de sentimentos claustrofóbicos. Aliás, esse desejo de transparência aplica-se até ao capacete, com a Renault a criar um capacete transparente que  permitiria ver as expressões dos pilotos durante a corrida.


Como seria de esperar, este carro seria 100% eléctrico (e com quatro rodas motrizes e direccionais), e também contaria com um modo de condução autónoma que poderia ser activado em caso de acidente ou de interrupção temporária da prova.

Para evitar qualquer ideia de que o piloto pudesse não estar a fazer nada e o carro estivesse a "correr sozinho", todos os dados de telemetria seriam visíveis para os espectadores, que até poderiam ter uma participação mais interactiva na prova - por exemplo, votando para que o seu piloto favorito pudesse ter direito a um "boost extra" de energia que lhe daria vantagem sobre os rivais.

Por mim, seria já aplicar isto à F1 de 2018, para não se ter que esperar até 2027! :)

2 comentários:

  1. Se não me engano é por um zapping pela fórmula e já existe o boost pelo votos do piloto preferido...

    ResponderEliminar

[pub]