2017/05/08

Análise aos headphones MDR-100ABN h.ear on da Sony

Para se ouvir música fora de casa, ou simplesmente para nos isolarmos do barulho ambiente, são indispensáveis headphones como os MDR-100ABN da Sony que o nosso Luis Costa acaba de experimentar.




Costumo dizer, em jeito de piada, que sou um "accionista da CP", pois é um dos meios de transporte que utilizo diariamente para ir para o meu local de trabalho. O percurso de regresso está reservado para ler as notícias e escrever os artigos da tarde, mas a manhã é utilizada para dormir mais um pouco, ou pelo menos tentar - é que na carruagem onde viajo, há algumas pessoas que gostam de falar um pouco mais alto (estou a ser simpático) do que aquilo que se poderia considerar normal.

Para uma viagem mais descansada, dou uso ao Spotify para ouvir música. Infelizmente, como não gosto de ouvir música aos berros, esta acaba por ser abafada pelo ruído ambiente, razão pela qual decidi comprar uns earphones com cancelamento de ruído. Já sabia que não iam ser a solução total para o problema, mas como se veio a confirmar, melhoraram a forma de ouvir música.


Os Sony h.ear MDR-100ABN


Quando me foi proposto testar os headphones h.ear on MDR-100ABN da Sony, aceitei desde logo o convite, pois as especificações do produto apontavam para o que eu necessitava. Estes headphones na realidade constituem-se como uma proposta para o consumidor que procura um produto com todas as funcionalidades incorporadas. Bom design, funcionalidades wireless e cancelamento de ruído, são aspectos que poderão encontrar nestes headphones da Sony.


Têm quatro modos distintos para audição, Bluetooth LDAC ou cabo HIRES, ambos com, ou sem cancelamento de ruído, o que por si só possibilita a utilização em vários cenários. O LDAC é um sistema proprietário que transmite audio com um taxa de transferência três vezes superior ao que é normal nos headphones sem fios. Sendo interessante, está no entanto limitado aos leitores MP3 topo de gama da Sony e aos smartphones Xperia. Os MDR-100ABN incluem ainda suporte para aptX (fornece uma qualidade de som entre o bluetooth "normal" e o LDAC) e NFC. O NFC mostra-se particularmente útil para emparelhar os headphones com os equipamentos móveis, e face à democratização desta tecnologia, há inúmeros dispositivos que a disponibilizam.

Os MDR-100ABN fazem-se acompanhar de uma caixa protectora, ideal para o transporte dos mesmos. Dentro da embalagem encontram ainda um cabo usb para carregamento, cabo audio com jack 3,5mm e a documentação de referência.



Os comandos e ligações encontram-se nos auriculares. Do lado esquerdo temos o botão de power, cancelamento de ruído (e respectivos leds), porta microUSB, entrada jack 3,5mm e um microfone. Do lado oposto, outro microfone, botões de volume e controlo de reprodução, com avançar, tocar/pausa/atender chamada e avançar. No auricular esquerdo, na zona exterior, o sensor NFC, para um emparelhamento simplificado.

O controlo de volume e reprodução só funcionam quando ligados via bluetooh, o que acaba por ser bastante limitativo, principalmente se tivermos em conta o preço do produto.



Os auriculares são ajustáveis, para melhor se adaptar a cabeça do cliente. É possível prolongar a posição do auricular, assim como rodar o mesmo para ajustar a curvatura da zona da orelha.


A esponja que cobre a zona interior é bastante macia, o que permite elevado conforto em utilização.


Os auriculares apresentam ainda outra característica interessante, pois é possível dobrá-los para dentro, o que possibilita uma arrumação mais simples e com menor volume.


Em funcionamento


No início do artigo fiz referência às viagens de comboio e foi precisamente neste ambiente que os pus à prova. Diariamente, utilizei os headphones durante cerca de hora e meia, o que ao fim de uma semana representava cerca de 7 a 8 horas de utilização. Não os carreguei durante as duas semanas de teste, o que valida as 20 horas de autonomia que a Sony anuncia.

Os headphones foram utilizados em conjunto com um smartphone Huawei Mate 9, recorrendo a ligação via bluetooth. Não detectei qualquer falha na transmissão durante o período de testes, com os MDR-100ABN a revelarem um comportamento exemplar neste campo. Em termos sonoros, o som via bluetooth pareceu-me algo abafado, isto independentemente de ter ou não o cancelamento de ruído activado. A qualidade sonora melhora substancialmente com a utilização do cabo audio, se bem que neste caso se perde a versatilidade da utilização sem fios.

A utilização do cancelamento de ruído tem pouca influência na qualidade sonora, o que é um ponto a favor destes MDR-100ABN. Pelo lado negativo a eficiência deste sistema, que não se revela capaz de "ocultar" todo o som ambiente. O ruído resultante do movimento da carruagem do comboio era perfeitamente anulado, mas o mesmo não aconteceu com todas as vozes (se bem que o ruído também era elevado).

No último MWC, durante a visita ao pavilhão da Sony, falei sobre esta questão com um dos responsáveis da marca que não perdeu muito tempo a explicar-me esta situação. Em vez disso convidou-me a testar os 1000X ali mesmo no meio da feira. De um momento para o outro, o ruído exterior desapareceu por completo e o facto de se poder filtrar determinados tipos de som é um verdadeiro valor acrescentado, podendo ouvir-se avisos e o barulho do trânsito.


Apreciação final



Estes headphones MDR-100ABN da Sony apresentam um excelente design e qualidade de construção. São bastante versáteis e têm um excelente desempenho em termos de tecnologia wireless, a qual não chega a ser igualada pela qualidade sonora, com o cabo audio a ser uma obrigatoriedade para quem não prescindir da qualidade sonora.

Apresenta um conjunto de funcionalidades alargado, permitindo uma utilização em diferentes cenários. O cancelamento de ruído é eficiente na grande maioria das situações, mas tem dificuldade em lidar com o som da voz a curta distância, o que acaba por penalizar a avaliação do produto. Na verdade, tendo em conta a diferença de preço para os 1000X (aproximadamente de 250 para 350 euros), a nossa recomendação passa por se poupar durante mais algum tempo e adquirirem esse modelo.



Sony MDR-100ABN

Morno


Prós
  • Design
  • ualidade de construção
  • Funcionalidades

Contras
  • Cancelamento de ruído nem sempre eficaz
  • Som abafado via Bluetooth
  • Mais vale optar pelo modelo 1000X

1 comentário:

  1. Tenho o modelo anterior, ZX770BN, e adoro simplesmente não havia sequer nada no mercado dentro dos mesmos valores (100 euros).

    Tive oportunidade de experimentar estes dois novos modelos e realmente estão ainda melhores. O conforto de ambos é muito muito bom

    o 1000X em termos de redução compete com os Bose. Acho inexplicável é como não tem os mesmos comandos de controlar a musica que os anteriores.

    ResponderEliminar

[pub]