2017/05/09

As 7 vantagens do Vernee Thor E


A Vernee tem um novo smartphone concebido para os que valorizam a autonomia, e a marca salientou os sete prontos principais que considera serem capazes de o diferenciar da concorrência.


1. Autonomia para 3 dias - 30 dias em standby

O Vernee Thor E foi desenhado para libertar os utilizadores das preocupações do recarregamento diário, e par isso promete até 72h em utilização notmal, 720 horas em standby, 36h em chamadas, ou 18h a ver vídeos.



2. Bateria de 5020mAh e ecrã de 5" numa espessura de 8.2mm e 149g de peso

Quando se fala de smartphones com baterias generosas como este Thor E, automaticamente se pensa em smartphones pesados, volumosos, ou que tentam esconder isso num formato "phablet". O Thor E dispensa tudo isso, oferecendo um smartphone compacto, com 8.2mm de espessura e 149g de peso, e um ecrã que se fica pelas 5".



3. Bateria de 5020mAh

A densidade energética da bateria do Thor E chega aos 690Wh/L, que é cerca de 38% superior à da maioria das baterias no mercado que se ficam pelos 500Wh/L. A Vernee garante que mesmo após 600 ciclos de carga e descarga a bateria mantém 90% da sua capacidade - e se assumirmos os 3 dias de autonomia de cada ciclo... faz com que mesmo daqui por 1800 dias (5 anos) a bateria ainda se aguentará perfeitamente.


A bateria de Li-Ion também conta com todas as protecções contra sobre-aquecimento, curto-circuito, e mesmo quando sujeita a testes abusivos (como sendo perfurada ou sob tentativa de carregamento excessivo) não explode.

4. Carregamento rápido 9V2A 

Uma bateria de grande capacidade aumenta também os tempos de carregamento, mas o Thor E conta com um sistema de carregamento rápido a 9V/2A (18W) que permite recarregá-la a 100% em apenas 2h. Para quem tiver mais pressa, uma carga de 30 minutos permitirá atingir um nível suficiente para durar todo o dia em utilização.



5. Modo de baixo consumo "e-ink"

Já temos visto vários smartphones recorrem a modos de baixo consumo, e este Thor E também aposta nessa mesma táctica para quando é necessário prolongar a autonomia ao máximo. Carregando-se numa tecla dedicada, o Thor E entra num modo "e-ink" em que o ecrã passa a monocromático, o CPU e GPU ficam limitados a velocidade mais reduzida, e são suspensas as tarefas em background que não forem críticas. Neste modo, mesmo 20% de bateria poderá durar todo um dia.


6. É o primeiro smartphone de 5" com bateria de 5020mAh

Entre os modelos de 5" lançados desde o ano passado, o Thor E é o único que combina uma bateria de 5020mAh num formato compacto com ecrã de 5". Mesmo o seu rival Redmi 4 da Xiaomi se fica pelos 4100mAh.



7. Preço

E por último mas não menos importante... o preço.


O Thor E quer fazer frente ao Redmi 4X da Xiaomi, e para isso iguala ou supera-o em praticamente todas as características... mas consegue ter um preço substancialmente inferior.

Equipado com um ecrã HD de 5", CPU MT 6753 octa-core, 3GB+16GB, câmaras de 13MP e 5MP, bateria de 5020mAh, e Android 7.0, e está disponível nesta fase de lançamento por apenas 103 euros.

6 comentários:

  1. E a alfândega? Queria mandar vir um. Arrisco-me, ou já existe experiência com esta loja por aqui? Cumprimentos

    ResponderEliminar
  2. A marca Vernee é para esquecer, este modelo de certeza que vai sofrer dos mesmos problemas de outros como baterias inchadas e facilmente atingem temperaturas insuportáveis.

    ResponderEliminar
  3. Só se otimizaram o tlm, pq o 6753 é mau a gerir a bateria (como a maioria dos MTK).
    Já estou a adivinhar as reviews, a anunciarem que faz menos horas do que um Xiaomi com 4000mha.

    ResponderEliminar
  4. MT 6753. Tenho um telemóvel com processador MT e digo que estou desapontado e não estou desapontado. Desapontado porque atualizações de software nem vê-las e não desapontado porque tem uma bateria grande (4000 mAh) que dura 2 dias sem clolcar em poupança de energia. Não sei se tivesse Qualcomm a mesma bateria durava mais tempo.

    ResponderEliminar

[pub]