2017/05/19

Panasonic Toughbook não tem medo de enfrentar o mundo


A linha de portáteis Toughbook da Panasonic há muito que se dedica a criar modelos capazes de resistir a todo o tipo de abusos, e o mais recente Toughbook 33 combina essa resistência com o mais potente e recente hardware.

Olhamos para os portáteis como sendo capazes de nos acompanharem para todo o lado, mas a verdade é que isso não passa de uma ilusão. Esse "todo o lado" limita-se a locais onde os mesmo possam estar a salvo da chuva, poeira, areia... e isto para não falar de lama ou outras potenciais coisas que ainda são comuns no "mundo real".

O Toughbook 33 livra-nos dessas preocupações. Trata-se de um modelo convertível 2-em-1, podendo funcionar em modo tablet ou em modo portátil, e que tem certificação MIL-STD-810G garantindo-lhe a capacidade de resistir a: quedas, vibração, pó, areia, água, altitude, temperaturas extremas, alterações de temperatura rápidas, nevoeiro marítimo, humidade, e até a atmosferas explosivas.

Em modelos anteriores, reunir este conjunto de características era habitualmente acompanhado por uma selecção de hardware com características mais modestas, mas desta vez não é o caso. O Toughbook 33 pode ter CPUs Core i5 ou i7 (Kaby Lake, ou Skylake se quiserem manter a compatibilidade com Windows 7), ecrã QHD de 12" (2160×1440), ter até 16GB de RAM, SSD até 512GB, LTE opcional, câmara integrada com iluminador IR, e até 20h de autonomia usando-se as baterias de alta-capacidade (o sistema usa duas baterias e permite que se troque uma enquanto se usa a outra, para funcionamento "ilimitado").

É o tipo de máquina que não nos daria pena de levar para a praia, ou para uma excursão no meio do "mato", mas obviamente que toda esta protecção adicional não fica barata. Os preços começam nos 3649 dólares... e facilmente aumentam ainda mais caso comecem a melhorar as características base.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]