2017/06/19

Varjo promete VR com resolução dos nossos olhos


Embora muito já tenham evoluídos, os actuais óculos VR continuam a desapontar pela sua resolução que nos deixa ver os pixeis. A Varjo é uma nova empresa que diz ter a solução para criar óculos VR com resolução idêntica à que os nossos olhos conseguem ver.

Os óculos VR actuais, com resolução Full HD e até 4K já muito melhoraram a qualidade de imagem face aos óculos de outros tempos que usavam ecrãs com resolução VGA ou até inferior. O problema é que, estando encostados aos nossos olhos e tendo que ser ampliados para criar um campo visual abrangente, até mesmo essas resoluções não chegam para produzir uma imagem com a qualidade que seria desejável. A Varjo é uma nova empresa criada por alguns veteranos de empresas como a Microsoft, Nokia, Intel e Nvidia, e que diz conseguir criar óculos VR e AR com resolução indistinguível da realidade.


É um objectivo que muitos desejam atingir, mas produzir e exibir imagens com os 70MP que seriam necessários para tal é algo que até a Nvidia prevê só ser possível daqui a algumas décadas. Então como é que a Varjo o faz? A resposta é simples: com alguma batota.

A solução da Varjo passa por utilizar um ecrã micro OLED de 0.7" da Sony que tem resolução Full HD. Mas mais importante que a resolução, neste caso, é que se trata de um ecrã que tem um densidade de pixeis de 3000ppi, suficiente para gerar imagens de alta qualidade mesmo quando projectados directamente para os olhos. A ideia é usar esta imagem de alta-resolução apenas na área para onde se está a olhar, com o resto do campo visual a ser preenchido com resolução inferior, como a que é gerada pelos óculos actuais.

Nos protótipos mostrados a imagem ainda fica centrada no centro do campo de visão, funcionando como uma "janela para a realidade" num mundo VR ainda de baixa resolução; mas se conseguirem demonstrar o sistema a funcionar devidamente com eye-tracking e sistema de micro-projecção a acompanhar... sem dúvida que será um passo de gigante para o VR e AR.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]