2017/07/29

Futuro do Arduino fica assegurado como open-source


Depois da polémica com o director da Arduino AG, que já fazia temer o pior para o Arduino, tudo volta à normalidade com a notícia de que a BCMI comprou a empresa e passa a deter todas as marcas registadas referentes ao projecto.

O Arduino enquanto projecto open-source teve um processo algo atribulado, pois havia disputa entre duas empresas sobre os direitos de utilização do nome Arduino. Nos últimos dias, as coisas complicaram-se ao surgirem acusações de que o director da Arduino AG teria falsificado as suas habilitações e estaria a remover licenças e informação de vários projectos... lançando os piores receios entre a comunidade de apoiantes deste grande projecto.

Felizmente não foi preciso esperar muito para ver a situação resolvida, e de uma maneira que acaba por ser uma excelente notícia que há muito se desejava. A BCMI, empresa criada por alguns dos co-fundadores do Arduino, acaba de comprar a Arduino AG, fazendo com que, pela primeira vez... se tenha uma única empresa responsável por dirigir o futuro do Arduino e com todas as "ferramentas" para o fazer, sem depender da boa-vontade de outra empresa.

O novo presidente e CTO, Massimo Banzi, já veio reafirmar o compromisso de continuar a apostar no formato open source, tanto no hardware como no software, e Federico Musto, o ex-director da Arduino AG que esteve no centro da recente polémica, sairá de cena e irá procurar novos desafios para outras paragens.

É um excelente desfecho para todos os fãs do Arduino, e o facto de tudo ter ficado resolvido numa questão de dias demonstra bem a solidez daqueles que pretendem manter o projecto e levá-lo daqui para a frente.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]