2017/07/03

Investigadores criam sensor de temperatura que (quase) não gasta energia


Uma vez que as baterias não têm evoluído ao ritmo desejado, há que investir em reduzir os consumos; e foi isso que fizeram investigadores da Universidade de San Diego ao criar um sensor de temperatura que praticamente não gasta energia.

O diminuto sensor de temperatura mede apenas 0.15x0x0.15mm e pode medir temperaturas dos -20C aos 40C, gastando apenas 113 picowatts. Para conseguirem este feito, os investigadores pegaram num fenómeno que é um problema nos chips modernos que usam transístores de tamanho cada vez mais reduzido, e que é conhecido por "gate leakage", aproveitando essa energia "desperdiçada" para servir como alimentação do próprio sensor. O resultado é um sensor que poderia funcionar durante anos com uma bateria reduzida.

Face aos mais avançados sensores de temperatura da actualidade, este sensor consome 628 vezes menos energia, o que já permitirá ter uma ideia dos potenciais ganhos em todo o tipo de aplicações alimentadas por bateria; e embora tenha a limitação de apenas fornecer uma leitura da temperatura a cada segundo (no máximo), continuará a ser mais que suficiente para a maioria dos casos.

Este sensor ainda está a ser optimizado mas, com tais argumentos, não me parece que faltem interessados em utilizá-los nos seus produtos quanto antes.

3 comentários:

  1. Não deveria ser: "Investigadores criam sensor de temperatura QUE não gasta energia" ? Abraço

    ResponderEliminar
  2. Os microfones dinâmicos (bobine) tb não gastam energia ;)

    ResponderEliminar

[pub]